Home > Notícias

Web 2.0 e antiphishing encorpam riscos online em 2007, prevê Websense

Entre tendência de risco para 2007, consultoria prevê maior organização das entidades criminosas e ataques a serviços de interação

Por Redação do IDG Now!*

18/12/2006 às 15h13

Foto:

Entre tendência de risco para 2007, consultoria prevê maior organização das entidades criminosas e ataques a serviços de interação

Para o pânico de companhias de segurança, a interação proposta pelos serviços de web 2.0 pode ser um meio tanto para democratizar o conteúdo como para facilitar a ação de usuários maliciosos.

A crescente possibilidade de ataques online usando sites e serviços de Web 2.0 é uma das principais tendências da segurança online para 2007, segundo listagem divulgada pela consultoria Websense.

"Com milhões de vítimas em potencial" graças à explosão no setor, sites de Web 2.0 são "particularmente vulneráveis a ataques pela natureza em constante mudança do conteúdo, difícil de ser monitorado e seguro", afirma a Websense, se referindo a redes sociais e plataformas Service Oriented Architeture (SOA).

A Websense também prevê que 2007 verá uma explosão em ameaças para falhas ainda não ocorridas, conhecidas tecnicamente como "ataque de dia zero", graças à crescente organização das organizações criminosas que veiculam as ameaças.

"O mercado (de ataques sem correção) se tornará mais competitivo (...), resultando em ataques mais elaborados tanto no lado do usuário como do servidor", afirma o texto, que também dá atenção especial para barras antiphishing lançadas em 2006.

Com a popularização das ferramentas, que por meio de bancos de dados online indicam se um site é considerado malicioso ou não, a Websense espera ataques endereçados aos softwares, integrados a navegadores como o Firefox, da Fundação Mozilla, e o Internet Explorer, da Microsoft.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail