Home > Notícias

Sharp inicia produção de laser azul para players de alta definição

Entrada da japonesa no setor permitirá queda no preço de tocadores de Blu-Ray e HD-DVD no mercado mundial a partir de 2007

Por Martyn Williams, para o IDG Now!*

19/12/2006 às 12h10

Foto:

Entrada da japonesa no setor permitirá queda no preço de tocadores de Blu-Ray e HD-DVD no mercado mundial a partir de 2007

A Sharp começou a produção em massa de diodos de laser azul em uma nova fábrica no Japão, uma estratégia que deverá reduzir os custos de tocadores de Blu-Ray e HD-DVD.

A companhia começou a produção em sua fábrica em Mihama, com nível inicial de produção de 150 mil unidades por mês, disse uma porta-voz da Sharp em Tóquio.

Os primeiros produtos são diodos de baixo consumo de energia para tocadores de discos, mas, no final de 2007, a Sharp pretende aumentar a produção para cerca de 500 mil diodos por mês e também começar a oferecer modelos de maior consumo de energia para usar em gravadores, disse ela.

Os diodos são um dos componentes mais importantes na próxima geração de tocadores de discos e, graças a seus novos formatos, podem acomodar várias vezes mais dados que os atuais discos de DVD.

O laser azul tem um tamanho de onda menor que os lasers vermelhos usados em CDs e DVDs. Isto significa que a novidade pode se focar mais pontualmente na superfície do disco, fazendo com que cada bit de dados ocupe espaços menores para que mais informações no mesmo disco.

No caso de um disco de camada única, a mídia HD-DVD tem capacidade de 15 GB, enquanto o rival Blu-Ray tem 25 GB. Um DVD pode armazenar 4,7 GB.

Mesmo com sua importância, as companhias têm atrasando o começo da produção, em parte por que diversos problemas com tecnologia precisam ser superados antes da produção em massa começar.

A estratégia foi demonstrada recentemente quando a Sony teve que adiar o lançamento global do esperado console PlayStation 3 por problemas com a produção do laser azul a níveis aceitáveis.

Apenas um limitado grupo de companhias atualmente fabrica o diodo e a entrada da Sharp no setor poderá derrubar os preços.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail