Home > Notícias

Como migrar para o Vista

Saiba o que considerar antes de adotar o novo sistema operacional da Microsoft

Por Redação PC World (EUA)

19/12/2006 às 11h29

vistinha.jpg
Foto:

Saiba o que considerar antes de adotar o novo sistema operacional da Microsoft

Windows Vista 120Apresentado ao mercado corporativo no final de novembro, o Windows Vista só chega às lojas em janeiro de 2007. Mas você já pode se preparar para a nova plataforma. Saiba, a seguir, qual tipo de computador será necessário para o upgrade, como instalar o sistema operacional e qual o melhor momento para migrar.

Sempre que a Microsoft anuncia uma nova versão do Windows, os usuários pensam: vale a pena mudar? Devo esperar um pouco mais? Em primeiro lugar, saiba que o Vista é, realmente, muito melhor que o XP em vários aspectos.

Para avaliar seu funcionamento, instalamos o Release Candidate 2 (RC 2) do Windows Vista Ultimate Edition, a ultima versão de pré-lançamento, em diversos PCs, de máquinas novas com Athlon 64 X2 a um notebook de 2003 com um Pentium M de 1,4 GHz. A maioria dos upgrades correu bem. Mas quando os problemas apareceram... Não foi fácil.

A versão final do Vista provavelmente oferecerá uma transição suave. Mas a recomendação é esperar pelo menos algumas semanas depois do lançamento oficial do Vista (30 de janeiro) para tomar a decisão certa. É o tempo para que os fabricantes de dispositivos lancem drivers específicos. No entanto, saiba que nem todos os equipamentos terão esses softwares vitais disponíveis.

Para não ficar com periféricos (como impressoras e scanners) sem utilidade, antes de migrar, vale checar se o Vista trabalhará com o hardware e o software do seu sistema. O novo sistema operacional da Microsoft pede uma confi guração básica bem mais exigente que seus antecessores. Antes de iniciar a atualização, faça o download e execute o Windows Vista Upgrade Advisor, que verifica seu sistema e prepara um relatório dos componentes e softwares apropriados para o Vista.

Ele também apresenta uma lista de problemas – como espaço em disco, memória insuficiente ou software incompatível – e as tarefas que precisam ser feitas antes e depois do upgrade. Em um dos sistemas testados, por exemplo, surgiu um alerta dizendo que aplicativos como Partition Magic (da Symantec), QuickTime (da Apple) e o firewall ZoneAlarm (da Zone Lab) poderiam não funcionar como previsto. Se algum componente importante ou periférico oferecer problemas, talvez seja melhor não fazer o upgrade agora ou até mesmo adotar o Vista só em um equipamento novo.

++++

Hora da instalação

Decidido a migrar? A primeira grande decisão é qual versão escolher. Veja os recursos disponíveis no quadro Escolha sua versão. Para rodar a edição Basic, por exemplo,é necessário ter processador de 800 MHz, 512 MB de memória RAM e pelo menos 20 GB em disco, com 15 GB livres.

Se você já conta com um PC de 64 bits, terá de escolher também se quer instalar uma edição de 32 bits ou a versão já preparada para sua plataforma. Em testes informais, foi difícil distinguir ambas as instalações na prática. E alguns usuários podem querer ficar com a versão de 32 bits por enquanto. Os benefícios de desempenho da nova plataforma são difíceis de notar, a menos que se realizem certas tarefas mais intensas como CAD ou edição de vídeo. Para completar, drivers de 64 bits são difíceis de encontrar.

Os controladores tradicionais só são executados na versão de 32 bits, e o Vista de 64 bits não permitirá a instalação de drivers não assinados que não tenham sido aprovados pelo processo de qualidade de segurança da Microsoft, o que diminui as opções disponíveis.

Tanto na realização do upgrade do Windows existente no PC (que deve deixar os aplicativos e arquivos intactos) quanto na instalação completa, há sempre a possibilidade de que alguns dados se percam no processo. Assim, antes é melhor fazer um backup dos dados com o Windows Easy Transfer. Surge um link para esse utilitário quando o disco de instalação do Vista é inserido numa máquina com sistema operacional Windows 2000 ou XP.

A maneira mais simples de executar uma instalação completa é iniciar o PC com o disco de instalação. Realizamos instalações completas do RC2 três vezes em dois sistemas. Cada instalação levou trinta minutos e requisitou somente algumas intervenções ocasionais.

Uma vez que o Vista esteja em execução, provavelmente você vai querer adotar suas configurações do Windows anterior no novo sistema. Prepare-se para esmiuçar bastante porque, mesmo com muitas das
mesmas opções de confi guração ainda disponíveis, algumas mudaram de lugar ou ganharam novos nomes. A Display Properties (Propriedades gráficas) era acessada com um simples clique com o botão direito do mouse na área de trabalho.

O sempre útil Device Manager (gerenciador de dispositivos) agora ganha seu próprio link na Classic View (exibição clássica) do novo Painel de Controle. O Device Manager ainda é a maneira mais rápida de consertar qualquer problema de driver que venha a acontecer. Ative-o, clique no dispositivo, selecione a aba Driver na caixa de diálogo que surgir e clique no botão Update Driver para procurar um novo driver no computador ou via internet.

Falhas são comuns nos primeiros dias de vida de um novo sistema operacional. Por isso, é melhor deixar a adoção imediata para os mais fanáticos e apressados. De qualquer forma, o Windows Vista procura por updates online durante o processo de instalação, o que deve permitir que a Microsoft suavize os problemas de implementação. Vai levar um tempo para você se acostumar com os novos locais que abrigam os comandos mais comuns. Mas com as novas ferramentas, segurança melhorada e interface, isso não será um grande problema.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail