Home > Notícias

Sony paga mais US$ 4,25 milhões em ações por rootkit nos EUA

Empresa paga para encerrar investigações em outros 40 Estados ligadas ao uso dos softwares de proteção à cópia

Por Robert McMillan, para o IDG Now!*

22/12/2006 às 11h15

Foto:

Empresa paga para encerrar investigações em outros 40 Estados ligadas ao uso dos softwares de proteção à cópia

A tentativa frustrada de impedir as cópias ilegais de música por meio de um software de rootkit da Sony BMG Music Entertainment resultou em um prejuízo adicional de 4,25 milhões de dólares.

Dois dias após chegar a acordos para encerrar processos no Texas e na California, desembolsando 1,5 milhão de dólares, a empresa concordou na quinta-feira (21/12) em pagar para encerrar investigações em outros 40 Estados ligadas ao uso dos softwares de proteção à cópia XCP (extended copy protection), da First 4 Internet, e MediaMax, da SunnComm International.

Em um comunicado, a Sony disse estar satisfeita com os acordos. Mais de 12 milhões de CDs da Sony BMG foram vendidos com os softwares, segundo a Promotoria Geral de Massachusetts.

Os problemas da Sony começaram no final de 2005, quando um pesquisador descobriu que o XCP usava uma perigosa técnica de rootkit para se camuflar após a instalação.

Mais tardes, investigações revelaram que mesmo usuários que recusavam a instalação do MediaMax tinham o software habilitado em suas máquinas. Além disso, uma das versões do programa abria portas para problemas de segurança.

A Sony tentou encerrar a investigação da Comissão Federal de Comércio dos Estados Unidos por meio de um acordo, reportou o mercado, mas nada foi anunciado na quinta-feira.

Como nas ações no Texas e na Califórnia, residentes dos 40 Estados que fizeram o acordo com a Sony receberam 175 dólares cada de indenização. O acordo também limita o uso futuro de tecnologias de proteção à cópia pela Sony, exigindo notificação aos usuários antes da instalação do software.

*Robert McMillan é editor do IDG News Service, em São Francisco.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail