Home > Notícias

Pesquisa: PC é tão importante quanto televisão para as casas

Estudo revela que entrevistados não conseguem ficar sem computador e que papel do equipamento é semelhante ao da TV há alguns anos

Por Redação da Computerworld

05/01/2007 às 11h37

Foto:

Estudo revela que entrevistados não conseguem ficar sem computador e que papel do equipamento é semelhante ao da TV há alguns anos

Não só as condições de acesso à informação, ferramentas de comunicação e entretenimento são levadas em conta na hora em que os consumidores vão comprar um computador. Segundo estudo encomendado pela HP e realizado pela Direkt, o aspecto emocional também é fundamental, já que os entrevistados disseram que hoje não conseguem ficar sem computador em casa. Para eles, a máquina possui atualmente papel semelhante ao da televisão há alguns anos.

Segundo o estudo, a decisão de compra de um computador é baseada principalmente na qualidade, na marca e no preço dos equipamentos. O perfil dos consumidores, conforme apurou a pesquisa, é muito ativo e são pessoas com necessidade constante de acesso à informação. Entretanto, ao contrário disso, a internet ainda é vista como mecanismo de lazer.

A análise dos dados mostra também que todas as pessoas entrevistadas possuem uma relação forte com a tecnologia e o principal motivo para a aquisição de um desktop foi o uso da internet. O acesso à web em residências aumenta durante a noite, quando os trabalhadores retornam para suas casas e têm mais tempo para atividades pessoais.  O tempo de conexão dura em média de uma a duas horas por dia.

Apesar do desktop para a casa ser para uso pessoal, a pesquisa mostra que ele pode ser estendido a outros membros da família. Contudo, a maioria das pessoas decidiu sozinha pela compra e o processo entre a escolha e a aquisição do produto durou menos de um mês. A busca por informações geralmente aconteceu em lojas, revendas, amigos, jornais e internet.

De acordo com a pesquisa, os consumidores atuais não procuram somente equipamentos básicos e dão mais valor aos acessórios e configurações opcionais, como leitor/gravador de DVD e placa de vídeo, entre outros. Esse fator talvez esteja acontecendo devido à maior experiência e conhecimento das tecnologias e também pelo fato de os brasileiros estarem adquirindo seu segundo equipamento, acreditam os analistas responsáveis pela pesquisa.

Para conhecer mais sobre esses hábitos, os responsáveis pelo estudo ouviram cerca de 500 consumidores domésticos nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e da região Nordeste durante os últimos seis meses.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail