Home > Notícias

Agência de Segurança Nacional dos EUA colaborou com Windows Vista

Colaboração da agência secreta em configurações de segurança do sistema preocupa defensores da privacidade

Por Robert McMillan, para o IDG Now!*

10/01/2007 às 16h09

Foto:

Colaboração da agência secreta em configurações de segurança do sistema preocupa defensores da privacidade

A Agência de Segurança Nacional dos Estados Unidos (NSA, do inglês National Security Agency), mais conhecida por espionar as ligações telefônicas dos norte-americanos, teve uma participação no desenvolvimento do Windows Vista, a Microsoft confirmou na terça-feira (10/01).

A NSA ajudou a Microsoft a criar uma configuração para a nova geração do sistema operacional que atendesse os requisitos do Departamento de Defesa dos Estados Unidos, disse o porta-voz da agência, Ken White.

Esta não é a primeira vez que a agência secreta prestou consultoria à indústria privada sobre segurança de sistemas operacionais, disse White, mas é o primeiro caso em que a NSA trabalha com o fornecedor antes do lançamento do software.

Ao se envolver no processo, a NSA ajudou a Microsoft a entregar um produto seguro e compatível com as exigências dos softwares governamentais, disse ele. “Isso permite que asseguremos que a configuração de prateleira que os clientes do Departamento de Defesa recebem esteja em um nível compatível com nossos padrões”, disse White.

A NSA forneceu informações sobre como melhorar a segurança do Windows XP e do Windows 2000 no passado. A agência também leva o crédito por revisar  o Guia de Segurança para o Vista, publicado no site da Microsoft.

A Microsoft não permitiu que nenhum executivo fosse entrevistado sobre o assunto. Mas em um comunicado, disse que pediu a uma série de entidades e agências governamentais que elas revisasem o Vista, incluindo a Organização do Tratado do Atlântico Norte (NATO, na sigla em inglês), e o Instituto Nacional de Padrões e Tecnologia (NIST).

O envolvimento da NSA no Vista preocupa algumas pessoas. “Pode haver boas razões para preocupações”, disse Marc Rotenberg, diretor executivo do Centro de Informações sobre Privacidade Eletrônica (EPIC). “Alguns sinos tocam quando a agência de espionagem do governo trabalha com a principal desenvolvedora privada de sistemas operacionais”, disse ele.

Parte do receio pode vir do interesse histórico da NSA em ter acesso a dados criptografados gerados por empresas de computadores, como a Microsoft.

Em 1999, o parlamentar Curt Weldon disse que um “alto nível de negociações para acesso a dados protegidos por criptografia ocorreu entre a NSA, a IBM e a Microsoft”, segundo o site do EPIC.

Com o Vista sendo instalado na maioria dos computadores pessoais do mundo,seria tentador para agência forçar uma forma de ter acesso aos dados no sistema, dizem defensores da privacidade.

A NSA forneceu orientações de segurança para a configuração do Vista, mas não abriu nenhuma porta secreta no sistema, disse  White. “Não é desenvolvimento de código. É ajudar na criação de uma configuração de segurança”, disse.

Embora a NSA seja mais conhecida pelo trabalho de espionagem, o trabalho com a Microsoft está sendo feito de acordo com a segunda prioridade da agência: proteger o sistema de informação da nação. “Tudo que se ouve é sobre inteligência para sinais estrangeiros. Mas a outra metade [do trabalho] é garantia de informação”.

*Robert McMillan é editor do IDG News Service, em São Francisco.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail