Home > Notícias

Cisco Systems processa Apple por uso de sua marca iPhone

Empresa que detém direito sobre o nome entra na justiça para impedir Apple de usá-lo

Por Robert McMillan, para o IDG Now!*

11/01/2007 às 11h17

Foto:

Empresa que detém direito sobre o nome entra na justiça para impedir Apple de usá-lo

A Cisco Systems está processando a Appple para evitar que a empresa use o nome iPhone para o novo smart phone que acaba de lançar, durante a Macworld Conference & Expo, em São Francisco.

A Cisco abriu o processo na Corte Federal do Distrito Norte da Califórnia, buscando o bloqueio ao uso do nome pela Apple.

O nome iPhone é uma marca registrada da Linksys, divisão da Cisco. A Linksys ficou com o nome ao comprar uma empresa chamada Infogear Technology, em 2000. Os iPhones da Cisco são aparelhos de telefone voltados ao uso em redes de VoIP (voice over Internet Protocol).

O iPhone foi o produto mais comentado na Macworld deste ano e sua recepção positiva valorizou as ações da Apple nos últimos dois dias. Na quarta-feira (10/01), as ações da empresa eram negociadas a 97 dólares, uma alta de 5% no dia.

A Apple e a Cisco vem negociando há dois anos o licenciamento da marca iPhone, segundo o porta-voz da Cisco, John Noh. Quando o chief executive officer (CEO) da Apple Steve Jobs apresentou o iPhone na última terça-feira, a Cisco ainda não havia chegado a um acordo final com a Apple a respeito da marca, embora as empresas estivessem negociando até segunda-feira à noite.

“Como vem negociando conosco o licenciamento da marca todo esse tempo, a Apple está ciente que detemos o nome”, disse Noh. “A Cisco encerrou a negociação com a Apple em boa fé depois que a empresa repetidas vezes pediu permissão para usar o nome iPhone da Cisco”, disse Mark Chandler, vice-presidente sênior e principal advogado da Cisco.

“O iPhone não é o iPhone de amanhã. O potencial de convergência para os telefones residenciais, celulares, telefones comerciais e PCs é ilimitado, por isso é importante proteger a nossa marca”, disse Chandler.

Um executivo da Apple disse à revista PC World que como o iPhone da Cisco é um telephone de VoIP e o iPhone  da Apple é um cellular, a Apple não viola a marca da Cisco. “São produtos diferentes”, disse Greg Joswiak, vice-presidente mundial de marketing para iPod da Apple. O iPhone também traz um tocador de música digital iPod.

Mas se a Apple realmente estava negociando a licença de uso do nome iPod, seria um “movimento perigoso” para a companhia começar a usar o nome iPhone, disse o advogado especialista em marcas Allonn Levy, da empresa de advocacia Hopkins & Carley, em San Jose, Califórnia. “Seria visto como uma infração intencional”.

Levy diz que a Apple poderia argumentar que a Cisco não havia lançado nenhum produto iPhone até meados do ano passado e que a empresa considerou que o nome estava disponível. Mas ele também apontou que a Cisco entrou com a ação para pressionar a Apple a assinar o acordo de licença que as duas empresas vêm negociando. Levy não representa nenhuma das partes.

*Robert McMillan é editor do IDG News Service, em São Francisco.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail