Home > Notícias

Usuários da Telefônica relatam instabilidade em acesso ao YouTube

Cinco usuários relataram que ainda enfrentam problemas para acesso o YouTube, dois dias depois de operadora ter desbloqueado o acesso

Por Redação do IDG Now!

11/01/2007 às 16h38

Foto:

Cinco usuários relataram que ainda enfrentam problemas para acesso o YouTube, dois dias depois de operadora ter desbloqueado o acesso

Dois dias depois de a Telefônica desbloquear o acesso ao YouTube, alguns usuários da Telefônica ainda não estão conseguindo acessar ao site de compartilhamento de vídeos.

Quatro leitores do IDG Now! relataram o problema nesta quinta-feira, alegando que,ao tentar entrar no YouTube, o navegador ainda reproduzia a mensagem usada pela Telefônica para justificar o bloqueio.

"(O problema) está assim desde ontem. Entra algumas vezes, mas em seguida volta a mensagem e passa um tempão sem permitir o acesso", afirma a leitora A.F..

"Se a Justiça liberou, e se eu já tive acesso depois disso, por que então a mensagem volta eventualmente?", questiona.

É o mesmo problema relatado pelos outros quatro usuários da Telefônica. O IDG Now! conversou também com outros usuários do Speedy, da Telefônica, e constatou que eles estão acessando normalmente o serviço.

A Telefônica, por meio de sua assessoria de imprensa, informou que desbloqueou o YouTube e que só pode dar uma resposta a este problema, relatado pelos usuários, se tiver acesso aos seus números telefônicos, para investigar se não é um problema pontual da conexão.

O bloqueio do YouTube foi uma determinação do Tribunal de Justiça de São Paulo, que pediu que fosse bloqueado o acesso a um vídeo que mostrava cenas da modelo e apresentadora de TV Daniella Cicarelli e seu namorado, Renato Malzoni, em uma praia na Espanha.

Entenda do caso

Em novo despacho nesta terça-feira (09/01), o desembargador Ênio Santarelli Zulliani, do Tribunal de Justiça de São Paulo, mandou  “restabelecer o sinal do YouTube”, bloqueado pela Brasil Telecom e pela Telefônica, que receberam ofícios determinando a medida. Embratel, Global Crossing e Telecom Italia ainda não haviam cumprido a determinação do ofício.

O primeiro despacho do desembargador, de 02 de janeiro, tinha como objetivo fazer valer a proibição legal de que o apimentado vídeo de Cicarelli e seu namorado Tato Malzoni, em uma praia na Espanha, seja divulgado na internet brasileira.

Em meio a protestos de internautas insatisfeitos e irritados, a divulgação da decisão judicial causou polêmica.

O texto da decisão, na opinião de especialistas na área, era dúbio, não deixando claro se o parecer era pelo bloqueio ao YouTube para os brasileiros ou apenas do vídeo da modelo - versão sustentada pelo desembargador, autor do despacho, em um esclarecimento à imprensa na própria quinta-feira.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail