Home > Notícias

Conheça as novas funções de segurança do Windows Vista

Microsoft inclui uma série de novos recursos para tornar mais seguro para quem navega pela internet. Conheça as principais funções

Por Guilherme Felitti, repórter do IDG Now!

18/01/2007 às 10h56

Foto:

Microsoft inclui uma série de novos recursos para tornar mais seguro para quem navega pela internet. Conheça as principais funções

Durante os anos tomados para o desenvolvimento do Windows Vista, a Microsoft não se cansava de afirmar que daria atenção especial à segurança do novo sistema operacional.

A insistência da empresa não chegava a surpreender: além de ser alvo de diversas críticas dos usuários, a segurança de versões anteriores do Windows obrigou a empresa a especificar um dia no mês para a divulgação de correções, conhecido como Patch Tuesday.

E valeu a pena tanta algazarra?

Prestes a ser lançado para usuários finais, o Windows Vista deixa a impressão de justificar o enorme barulho feito pela Microsoft.

É improvável que usuários acostumados com o Windows XP não se surpreendam com a riqueza de comandos e funções de segurança oferecida pela empresa no Vista.

Além de ter seu firewall, apresentado no Service Pack 2 do Windows XP, reformado e carregar o software contra pragas Windows Defender, o Windows Vista agora pede autorização do usuário a cada alteração que possa prejudicar o sistema.

Chamada de Controle de Contas do Usuário (CCU), a função sempre pede a confirmação do usuário para que a alteração seja realizada.

Ao tentar desabilitar o firewall, permitir acessos remotos ou mesmo definir horários e atividades para o também novo Parental Control, a tela escurece e uma caixa de diálogo iluminada pergunta se o usuário realmente quer tomar a decisão.

A efetividade do CCU, porém, deixa dúvidas no ar principalmente por depender exclusivamente da ação do usuário. Será que ela ajudará os usuários leigos?

Central de segurança

Também apresentada no Service Pack 2 do Windows XP,  a Central de Segurança do Windows foi sofisticada para agregar, além do firewall e de alertas sobre a presença ou não de antivírus, dados sobre atualizações automáticas do Windows, contas de usuários e definições de internet.

Com sua interface limpa, a Central de Segurança do Windows será o ponto de partida do usuário para instalar aplicativos de segurança e definir parâmetros contra invasões.

O Windows Vista vem com todas as categorias da Central funcionando plenamente, a não ser pela proteção contra vírus - o Windows Defender apenas varre o micro do usuário atrás de spywares e rootkits.

A preferência do Windows ao seu próprio firewall pode sujeitar o usuário a riscos caso um novo aplicativo similar seja instalado, já que é necessário desabilitar o firewall do Windows antes de definir o preferido do usuário.

Uma novidade no firewall do Windows pode fazer com que muitos usuários não o troquem. Ao contrário do aplicativo integrado ao Service Pack 2, o novo software filtra também o tráfego que sai do micro e não apenas acessos feitos externamente.++++

Caso queira funções mais completas, no entanto, a troca é mais que sugerida tanto para o firewall como para o Windows Defender.

O primeiro continua a pecar por sua simplicidade excessiva, que dificulta até mesmo a definição de programas que podem acessar a internet.

Já o segundo, mesmo mais rápido que rivais, falhou na limpeza de dois espiões escondidos no notebook em que o IDG Now! fez seus testes - tanto o AdAware, da LavaSoft, como o Spybot Search & Destroy, da PepiMK Software, limparam os malwares.

Controle dos pais

A principal função de segurança inédita no Windows Vista deverá tranqüilizar pais preocupados com o que seus filhos podem encontrar online.

O controle supre uma carência do Windows XP: a possibilidade dos pais restringirem acessos a sites específicos, limitarem o uso do micro a determinadas horas do dia e bloquearem o funcionamento de determinados programas.

Mesmo com poucas opções, o "Controles dos Pais" cobre a maioria das atividades que pode se revelar imprópria para crianças.

Outro destaque uma espécie de "Big Brother", que permite que os pais tenha acesso a um relatório de tudo o que o filho fez com o computador, desde a lista de sites acessados, páginas barradas, aplicativos abertos e tentativas de mudar as configurações.

Caso queira liberar algum software ou site enquanto a criança usa o PC, o Windows Vista pede apenas a senha do administrador (no caso, os pais) para que a mudança seja feita.

Segurança também no IE7

Novidades de segurança do Windows Vista chegaram também ao usuário final antes do dia 30 de janeiro, data estimada para seu lançamento.

Lançado em outubro, o navegador Internet Explorer 7 incorpora ferramentas de segurança que, após algumas horas de uso no Vista, se mostram em sintonia com o sistema operacional.

Muitas das "Propriedades de Internet" disponíveis na "Central de Segurança do Windows" se referem ao IE7. Se você usar o Firefox ou qualquer outro navegador, algumas delas, como histórico de navegação e bloqueador de pop-ups, não funcionam a partir da interface do Windows.

É do Firefox, aliás, a livre “inspiração” da Microsoft para colocar dentro da Central uma opção para que histórico de navegação, cookies e senhas armazenadas no navegador (o Internet Explorer, evidentemente) sejam removidas.

Por fim, usuários das versões Ultimate e Enterprise do Windows Vista contarão com a função Criptografia da Unidade BitLocker, que encripta os discos rígidos com chaves de segurança para que um cracker, após roubar o micro, tente conectar a HD em outro PC para ter acesso a dados confidenciais.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail