Home > Notícias

PAC poderá acelerar calendário de adoção da TV digital, acredita Telavo

Fabricante de transmissores acredita na aceleração da adoção de TV digital no país graças ao Plano de Aceleração do Crescimento

Por Taís Fuoco, do Computerworld

22/01/2007 às 18h18

Foto:

Fabricante de transmissores acredita na aceleração da adoção de TV digital no país graças ao Plano de Aceleração do Crescimento

As medidas de incentivo à produção de equipamentos para TV digital poderão acelerar a adoção desse novo padrão de TV no país, graças à redução de preços, e contribuir para desonerar a cadeia de conteúdo aos radiodifusores. A avaliação é de Jakson Alexandre Sosa, diretor presidente da RF Telavo, ao comentar as medidas do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) anunciadas hoje pelo governo federal.

Segundo ele, as isenções tributárias tanto no âmbito de insumos como de manufaturados anunciadas no PAC deverão ter "um impacto muito grande no custo do produto" e poderão reduzir o nível de investimento necessário por parte da indústria. A carga de impostos no caso das matérias-primas usadas por esse setor, por exemplo, era de 38,7%, mas agora "chegarão a no máximo 15%", exemplificou o executivo.

"Isso poderá acelerar o calendário de adoção da TV digital", afirmou Sosa. Segundo ele, cidades de maior porte poderão ingressar no novo modelo em cerca de sete anos, ao invés do prazo máximo de 10 anos previsto pelo ministério para o fim da era analógica.

"As medidas vão beneficiar todo o setor de recepção e poderão tornar a indústria brasileira mais competitiva, mesmo com a atual variação cambial", acrescentou, em entrevista ao COMPUTERWORLD.

De acordo com o PAC, empresas que investirem em pesquisa, desenvolvimento e produção de equipamentos aplicados à TV digital terão isenção de IPI, PIS, Cofins e Cide (Contribuição de Intervenção do Domínio Econômico) incidentes sobre aquisição de bens de capital e nas transferências para aquisição de tecnologia e softwares.

Em relação aos decofidicadores (set top boxes), não contemplados pelo PAC porque serão beneficiados com os incentivos dados à Zona Franca de Manaus, Sosa afirmou acreditar que "novas medidas adicionais deverão ser anunciadas".

A RF Telavo assinou um acordo com a indiana Encore para a produção de notebooks de uso educacional e para a fabricação de set top boxes. De acordo com Sosa, "ambos usam a mesma placa, só mudam os softwares e aplicativos", afirmou.

A Telavo Telecomunicações foi criada em maio de 1977 para desenvolver transmissores para o segmento de radiodifusão. Em junho de 1996, diante do crescimento desse mercado, ela constituiu a RF Telecomunicações Ltda para fabricar localmente equipamentos como transmissores, sistemas de repetição de sinal e filtros.

A companhia tem direito de uso de uma unidade fabril em São José dos Campos (SP), mas também estuda parcerias para estender o acordo com a Encore para Manaus (AM), onde poderá produzir set top boxes para a TV digital.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail