Home > Notícias

Nokia e Siemens compartilharão portifólio de produtos em fevereiro

O anúncio é mais um sinal de que as empresas estão confiantes na consolidação da fusão de suas divisões de equipamentos

Por Nancy Gohring, para o IDG Now!*

29/01/2007 às 14h50

Foto:

O anúncio é mais um sinal de que as empresas estão confiantes na consolidação da fusão de suas divisões de equipamentos

Em mais um sinal de que a Nokia e a Siemens estão confiantes na consolidação da fusão de suas divisões de equipamentos, as companhias anunciaram que irão compartilhar seus portifólios de produtos a partir do começo de fevereiro.

O lançamento da lista de produtos ajudará consumidores a ver com clareza quais são os planos futuros de portifólio da empresa, disseram as duas.

A fusão, anunciada em junho de 2006, combina os negócios de redes das duas fornecedoras, incluindo seus grupos de equipamentos móveis e fixos. A companhia combinada ofereceria produtos de convergência fixo-móvel, uma base global de consumidores e uma grande organização de serviços, disseram na época.

O lançamento de um portifólio de produtos planejados pode indicar que as empresas acreditam que a fusão deve acontecer em breve, após o fim de uma revisão de adequação a leis e regulamentos recentemente anunciada. Em dezembro, as empresas disseram que a fusão não deveria acontecer até o fim de 2006, como esperado, porque decidiram executar a revisão de adequação a leis e regulamentos por conta de uma investigação de corrupção na Siemens.

O diretor da Nokia expressou na última semana sua confiança na fusão e na iminente consolidação do acordo. “Estou mais convencido da lógica do negócio agora do que estava no verão do ano passado”, disse Olli-Pekka Kallasvuo, CEO da Nokia. “Planejams encerrar a transação como comunicamos anteriormente durante este trimestre”.

O lançamento do portifólio ajudará as companhias a determinarem quais trabalhadores poderão ser demitidos, disseram as companhias. Elas esperam reduzir o número de funcionários em 6 mil a 7,5 mil pessoas.

Organizações antitruste dos EUA e da União Européia já aprovaram a fusão e líderes executivos da nova companhia já foram nomeados.

*Nancy Gohring é editora do IDG News Service, em Dublin.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail