Home > Notícias

YouTube estuda remuneração de usuário

Co-fundador e CEO do portal diz que a comunidade atingiu volume suficiente para que os criadores de vídeos sejam pagos

Por Nancy Gohring para o IDG Now!*

29/01/2007 às 11h31

Foto:

Co-fundador e CEO do portal diz que a comunidade atingiu volume suficiente para que os criadores de vídeos sejam pagos

O site de compartilhamento de vídeos YouTube pode começar a pagar os usuários pelos conteúdos, informou Chad Hurley, co-fundador e Chief Executive Officer (CEO) da empresa, em um vídeo que aparentemente foi feito durante o Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça.

"Em termos de remunerar usuários pelos conteúdos que eles colocarem [no site], estamos definitivante indo nesta direção", comentou Hurley. O executivo não deu detalhes de quanto os usuários poderiam ganhar ou como seria feita a renuneração.

Segundo ele, o YouTube buscava criar uma comunidade de usuários com volume suficiente antes de remunerá-los pela oferta de conteúdos. "Não queríamos criar um sistema que fosse motivado pelo retorno monetário", disse. "Sentimos que atingimos uma escala agora e que poderemos fazer isso, ainda mantendo uma comunidade genuína de videos."

O CEO do YouTube informou que está desenvolvendo uma tecnologia de identificação por áudio que permitirá ao sistema identificar músicas usadas nos vídeos exibidos pela comunidade. Isso permitirá que selos fonográficos identifiquem as músicas e gerem receita com elas.

Hurley não descreveu como os usuários poderão ganhar dinheiro com isso, mas imagina-se que as gravadoras poderiam compartilhar suas receitas com os criadores dos vídeos.

*Nancy Gohring é editora do IDG News Service, em Dublin

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail