Home > Notícias

Carreira: funcionário feliz é sinônimo de dinheiro em caixa

Pesquisador Chester Elton constata em estudo que profissionais de TI preferem reconhecimento imediato

Por Thomas Hoffman, para o Computerworld*

30/01/2007 às 11h02

Foto:

Pesquisador Chester Elton constata em estudo que profissionais de TI preferem reconhecimento imediato

Pessoas tendem trabalhar melhor em organizações onde seus esforços individuais são reconhecidos e recompensados. Companhias com funcionários engajados geralmente têm desempenho melhor. Tais constatações, por mais que parecessem óbvias até então, ganharam fundamentação comprovada a partir de uma pesquisa realizada durante dez anos com mais de 200 mil gerentes e funcionários conduzidos pela consultoria Jackson Organization in Laurel.

Em entrevista ao COMPUTERWORLD, Chester Elton, estudioso do assunto e co-autor de “The Carrot Principle”, comenta como o reconhecimento pode melhorar a produtividade dos funcionários e gerar melhores resultados de negócios. O executivo comenta particularidades inclusive dos funcionários de TI. Leia os principais trechos:

COMPUTERWORLD – Qual tipo de reconhecimento funciona melhor?

CHESTER ELTON – Não se pode ter apenas uma grande cerimônia ao final de um ano onde se reconheça os desempenhos de destaque e recompense esse funcionários com uma viagem totalmente paga com acompanhante, por exemplo. É aí que geralmente as companhias falham. Muitas empresas mantêm um grande evento uma vez ao não, mas não fazem nada além disso.

É necessário encorajar o esforço no dia-a-dia, com reconhecimento, um elogio verbal, uma nota de agradecimento. Quando a companhia atinge seus objetivos maiores, como crescimento de receita ou nos índices de satisfação dos clientes, aí sim pode realizar este tradicional reconhecimento de fim de ano. Se o funcionário conseguiu economizar 10 milhões de dólares de uma companhia, certamente um simples “obrigado” não é suficiente.

CW – Quem são os principais líderes nesta esfera – de reconhecimento ao funcionário – e quais os passos inovadores para recompensar um funcionário?

Elton – Por exemplo, uma companhia que trabalhamos, a DHL, treinou seus gerentes em reconhecimento diário, como escrever notas de agradecimento. O reconhecimento que funciona melhor é aquele que volta ao básico: recompensar pessoas que atingem o valor principal da companhia. Isso inclui, por exemplo, uma ligação de agradecimento a um funcionário que tem feito trabalhos excepcionais.

CW – Quais os erros mais comuns que os gerentes costumam cometer no que diz respeito a reconhecer a conquista de um funcionário?

Elton – Um dos erros mais comuns está em os gerentes acharem que não precisam de um plano, que conseguem tirar isso de letra. Outro erro comum é considerar que elogios genéricos funcionam como “grande garoto” ou “ótimo trabalho”. Especificidade pode ter um bom impacto.

CW – A partir da pesquisa que o senhor conduziu. Existe algum tipo de reconhecimento comum que se adeque mais aos profissionais de TI?

Elton – Reconhecimento é algo muito individual. Nós trabalhamos com vários funcionários de TI na DHL no Arizona e percebemos que reconhecimento é muito importante. Neste mundo, eles querem ser reconhecidos imediatamente. Três ou quatro dias adiante da conquista eles estarão em um universo diferente, terão se movido para um projeto diferente ou estão concentrados em outros tipos de problema. O reconhecimento imediato dos profissionais de TI é muito importante, especialmente para os funcionários mais novos.

CW – Vamos dizer que você é um CIO que está chegando a uma das grandes companhias listadas no ranking Fortune 500, mas que tradicionalmente não tem reconhecido as contribuições dos funcionários. Se você introduzir um programa de reconhecimento, poderá ser visto com ceticismo pelos veteranos da companhia? Como isso deve ser gerenciado?

Elton – Quando você desponta como líder, geralmente você é visto com ceticismo. Quando o CIO implanta o plano, nada funcionará mais enfaticamente do que quando se comunica com eficiência. É necessário ser consistente na execução.

CW – Vamos dizer que você é um executivo de TI com alguns subordinados que vão trabalhar remotamente. Esses funcionários devem ser tratados diferentemente daqueles profissionais baseados dentro da sede em termos de recompensas e reconhecimento?

Elton – De forma absoluta. A forma como o reconhecimento é feito pode ser um pouco diferente. Eu recomendaria fortemente que fosse enviado algum presente diretamente em suas casas.

CW – O que mais os gerentes podem fazer em termos de reconhecimento e recompenses pelos esforços individuais?

Elton – Personalizar é uma excelente idéia. Com freqüência os gerentes dizem que vão distribuir cartões da Starbucks ou dar ingressos de hóquei. Mas eles fazem isso porque eles mesmos amam hóquei, por exemplo. Aprenda o que é importante para o contribuintes individuais. Personalize. Uma folga remunerada não conta.

Algumas pessoas amam estar no centro das atenções, outras morrem de medo. Conhecer os hábitos e perfil pode ser uma estratégia, por meio de um almoço ou uma pesquisa, por exemplo. Muitas pessoas são gerentes ruins não porque querem ser, mas porque lhes falta treinamento para exercer uma boa gerência.

*Thomas Hoffman é editor do Computerworld, em Framingham.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail