Home > Notícias

Cinco mil empresas fazem inovação tecnológica no Brasil, diz ABDI

Destas, cerca de 1,2 mil têm equipes permanentes de pesquisa e colocam produtos, processos e serviços novos no mercado

Por Redação do IDG Now!*

30/01/2007 às 11h08

Foto:

Destas, cerca de 1,2 mil têm equipes permanentes de pesquisa e colocam produtos, processos e serviços novos no mercado

O Brasil tem hoje cinco mil empresas investindo em inovação tecnológica. Destas, cerca de 1,2 mil possuem equipes permanentes de pesquisa, colocam regularmente produtos, processos e serviços novos no mercado. Os dados são da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI).

De acordo com o diretor de Inovação da ABDI, Evando Mirra, as empresas que mais investem em inovação são também as que concentram os maiores investimentos. Geram 25% do Produto Interno Bruto (PIB) industrial.

Desse contingente, 400 companhias são “global players”, ou seja, empresas de classe mundial, como a Petrobras, Embraer, Vale do Rio Doce e Marco Pólo.

“Elas enfrentam condições de competição severas, difíceis, em terreno protegido e são capazes de derrotá-los através da inovação”, disse Mirra. “É uma estratégia real, que veio para ficar, gera uma riqueza espantosa e o Brasil já provou que é capaz de ter um desempenho que bate qualquer adversário.”

Entre os exemplos de tecnologia brasileira inovadora citadaspelo diretor de Inovação da ABDI é a exploração de petróleo em águas profundas, da qual a Petrobras é líder mundial, através da robótica submarina.

Outro exemplo seria a urna eletrônica, já utilizada em eleições no exterior. Na área de alimentação, a venda de pão de queijo congelado é, segundo Mirra, um dos projetos mais inovadores do país.

Para o diretor de Inovação da ABDI, as parcerias entre governo, academia e indústria podem acelerar o desenvolvimento da inovação no Brasil, através de ações conjuntas e coordenadas.

A ABDI é uma pessoa jurídica de direito privado sem fins lucrativos, de interesse coletivo e de utilidade pública, instituída como Serviço Social Autônomo.

Busca promover o desenvolvimento industrial e tecnológico brasileiro por meio do aumento da competitividade e da inovação. Atua de acordo com diretrizes estabelecidas por representantes do governo e da sociedade civil.

*Com informações da Agência Brasil.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail