Home > Notícias

Ferramenta de RH ajuda a manter gastos sob controle

A troca do software ainda permitiu à Mecanorte descentralizar a gestão da mão-de-obra

Camila Rodrigues, para a PC World

30/01/2007 às 12h49

Foto:

A troca do software ainda permitiu à Mecanorte descentralizar a gestão da mão-de-obra

A sazonalidade do quadro de funcionários é uma situação recorrente na área de Recursos Humanos da Mecanorte, empresa de prestação de serviços de engenharia na área de construção civil. Isso ocorre porque a quantidade de funcionários varia de acordo com os projetos nos quais a empresa está envolvida — normalmente de médio porte, como construção de barragens, obras de saneamento e de mineração.

“No início de 2006, o RH controlava dados de 150 funcionários. No decorrer do ano, chegamos a ter 700 funcionários”, relata José Miguel Estrada Fralche, diretor presidente da companhia, lembrando que a Mecanorte tem obras nos Estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro e Espírito Santo.

Para administrar esse contingente, os dois únicos funcionários do Departamento Pessoal contavam com o auxílio de um sistema informatizado, em uso há mais de uma década. Esta situação implicava grande volume de horas extras e necessidade de seis funcionários adicionais, o que, de acordo com o executivo, eleva os custos com mão-de-obra em cerca de 30%. Para solucionar o problema, a empresa optou por trocar o sistema de RH e escolheu a solução FPw Folha de Pagamento, fornecido pela LG Informática.  

O software foi implantado no escritório central, em Belo Horizonte (MG), e também está disponível nas estações de trabalho instaladas em cada canteiro de obras. “Descentralizar [a operação] e a contratação de dois novos funcionários foram suficientes para resolver o problema do departamento de pessoal”, detalha Fralche.

A Mecanorte investiu 50 mil reais no projeto, incluindo serviços de implementação, suporte e treinamento básico para uso da ferramenta para dez funcionários, que devem passar por um treinamento avançado. “O projeto começou em novembro de 2005 e a implantação foi tranqüila. Com parametrização facilitada, o sistema é fácil de usar e tem uma interface muito amigável. Pessoas com conhecimento básicos de informática podem ser treinadas para utilizar o sistema sem problemas”, observa o diretor-presidente. Com a substituição do sistema, a Mecanorte conseguiu manter sob controle as despesas com pessoal. "Valeu a pena porque conseguimos transformar um custo fixo em variável”, comemora Fralche.

Quanto à infra-estrutura, foi possível aproveitar os servidores que hospedavam sistema de gestão (ERP) da Mega Sistema e o banco de dados — são duas unidades, sendo uma utilizada para redundância.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail