Home > Notícias

Tocador multimídia Wizpy, da Turbolinux, chega no mês de fevereiro

Com aparelho, além de ouvir músicas e ver vídeos, usuário pode rodar sistema operacional em Linux em qualquer computador

Por Martyn Williams, para o IDG Now!*

31/01/2007 às 12h43

Foto:

Com aparelho, além de ouvir músicas e ver vídeos, usuário pode rodar sistema operacional em Linux em qualquer computador

A Turbolinux, do Japão, começará a vender o Wizpy, seu aparelho multimídia baseado em Linux, em fevereiro. Como bônus, o player também poderá ser usado para fazer um PC rodar um sistema operacional em Linux, permitindo que os usuários acessem seus arquivos em seu próprio ambiente de trabalho em quase qualquer computador.

O Wizpy será oferecido para os consumidores inicialmente na página virtual da empresa no dia 23 de fevereiro e, então, nas lojas a partir de março. Haverá dois modelos: uma versão de 2 GB, que custará 29,8 mil ienes (523 reais), e outra de 4 GB, por 33,8 mil ienes (593 reais).

À primeira vista, o Wizpy não parece muito diferente de outros players multimídia no mercado: uma tela OLED (diodo de emissão de luz orgânico, na sigla em inglês) colorida de 1,7 polegada ocupa a metade superior da parte frontal do aparelho, enquanto na inferior há um teclado. Dentro, há um software que toca músicas nos formatos Ogg, MP3 eWMA (Windos Media Audio), e exibe filmes em XviD e MPEG4 e fotos em JPEG. O aparelho pode também gravar sons em arquivos de MP3, exibir arquivos de texto e tocar rádio FM.

Mas a memória flash do Wizpy esconde outra característica, que o difere de outros players: uma versão do Linux que pode ser carregada.

O sistema operacional não precisa ser instalado no computador, mas funciona diretamente do Wizpy.

“A operação de instalação é (...) uma grande barreira para a entrada de usuários na comunidade Linux. Então, criamos esse aparelho”, disse Koichi Yano, presidente e CEO da Turbolinux.

Para o computador, o Wizpy parece ser um CD-ROM USB ou um drive de disco-rígido, o que significa que a maioria dos computadores rodarão o sistema operacional em Linux sem confusão, disse a Turbolinux.

Para alguns PCs - a companhia estima que um quarto dos que foram testados pro ela, até agora - os usuários precisarão ou inserir um CD-ROM equipado na máquina, o que desviará a seqüência de iniciação para o Wizpy, ou mudar as configurações BIOS para que o computador atente primeiro a um aparelho conectado via USB antes de atentar ao seu próprio drive de disco. O aparelho deverá funcionar com todos os PCs e em modelos novos da linha Macintosh da Apple, que tem chips Intel, disse Yano.

O Wizpy contém uma versão atualizável do sistema operacional próprio do Turbolinux, baseado no Linux kernel 2.6.19, o navegador Firefox, cliente de e-mail Thunderbird, Skype, software de transformação de CD e DVD em arquivo digital, Turbo Media Player, RealPlayer 10, tocador Flash, Open Office 2.1, leitor de Adobe Acrobat, algumas fontes da Ricoh e sistema de recepção ATOK, da Justsystem.

O sistema operacional e software instalado ocupam cerca de 1 GB de memória, o que deixa cerca de 1 ou 3 GB, dependendo da versão, livres para armazenamento de conteúdo. Os arquivos dos usuários podem ser armazenados em pastas de mídia, acessíveis a partir do PC quando o Wizpy é conectado como uma unidade de armazenamento removível, ou em uma pasta de documentos, que só poderá ser acessada dentro do sistema operacional em Linux no aparelho.

Não é possível acessar arquivos guardados no drive de disco rígido do computador quando estiver conectado a partir do Wizpy. É uma medida de assegurar às pessoas que emprestam seus PCs a usuários do Wizpy: eles poderão fazê-lo sabendo que esses usuários não poderão investigar seus arquivos, disse um representante da companhia.

O aparelho poderá se conectar a uma rede através do aparelho em que estiver acoplado e também poderá acessar periféricos conectados, se houver suporte para eles. Como o suporte Linux a alguns assessórios de áudio é incompleto, o Wizpy usa seu próprio sistema de emissão de áudio: os usuários podem ligar caixas de som no soquete des fones do aparelho.

O Wizpy deve começar a aparecer fora do Japão em torno de abril, com o mesmo preço de lá, onde é compatível com os preços do iPod, disse Yano.

*Martyn Williams é editor do IDG News Service, em Tóquio.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail