Home > Notícias

Fabricante chinesa desenvolve PC de US$ 129 para usuários rurais

Com preço igual ao XO, da OLPC, micro Tian En GX-2 terá chip com 400 MHz, 1 GB de espaço e 128 MB de memória e usará TV como monitor

Por Sumner Lemon, para o IDG Now!*

06/02/2007 às 12h37

Foto:

Com preço igual ao XO, da OLPC, micro Tian En GX-2 terá chip com 400 MHz, 1 GB de espaço e 128 MB de memória e usará TV como monitor

Uma fabricante chinesa de PCs introduziu um novo micro de baixo custo nesta terça-feira (06/02) desenvolvido para clientes na área rural da China que pode ser usar a televisão como monitor.

O Tian En GX-2, que custa 129 dólares, foi desenvolvido pela Sichuan Sinomanic Technology, localizada na área rural do oeste da China, na cidade de Chengdu, e está sendo visto como um sistema de baixo custo que pode ajudar a diminuir a "barreira digital" que separa áreas urbanas e rurais da China.

O GX-2 tem processador MIPS de 400 MHz da Raza Microeletronics, pode rodar um sistema em Linux ou o FutureAlpha, sistema operacional desenvolvido na China, tem 128 MB de memória básica, uma porta USB, conector Ethernet e um cartão SD de 1 GB integrado para armazenar dados.

O computador, que não tem monitor, tem saída  VGA para telas assim como conector para TVs. Esta função pode ajudar a economizar dinheiro, já que as TVs são mais populares na China que os monitores.

Os softwares integrados ao GX-2 incluem um navegador, dicionário de chinês/português e uma aplicação de calendário para gerenciar compromissos, entre  outros, afirmou a Sinomanic.

O preço do GX-2 é quase igual ao laptop desenvolvido pelo grupo One Laptop per Child (OLPC), que deverá custar cerca de 130 dólares no seu primeiro ano de fabricação. O portátil deverá entrar em produção em massa no terceiro trimestre deste ano.

Sumner Lemon é editor do IDG News Service, em Cingapura.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail