Home > Notícias

Santander Banespa testa cartão de segurança com display que emite senhas

Vendas do novo pacote corporativo foram 109% maiores em sua primeira semana se comparado à sua versão anterior

Por Eric Lai, para o IDG Now!*

14/02/2007 às 12h24

Foto:

Vendas do novo pacote corporativo foram 109% maiores em sua primeira semana se comparado à sua versão anterior

A primeira semana de vendas no varejo do Office 2007 mais que dobrou as vendas originais do Office 2003 na semana após seu lançamento em outubro de 2003, de acordo com dados da NPD Group.

As vendas do Office 2007 durante a semana começada em 28 de janeiro foram 109% maiores que as registradas no período de 2003, segundo dados coletados pela NPD entre grandes lojas de varejo, como Amazon.com, Best Buy, Circuit City e CompUSA.

A consultoria afirma que o valor das vendas do Office 2007 foram 106% mais altos que o faturamento do Office 2003, mesmo com uma pequena queda no preço médio de venda do pacote corporativo para 206,93 dólares.

"Soubemos de diversas lojas que as vendas do Office excederam suas projeções", afirmou Chris Swenson, analista de software da NPD. Ele se negou a revelar estatísticas financeiras sobre as vendas compiladas pela NPD.

Swenson afirmou que as vendas do Office 2007 no canal corporativo durante dezembro, após seu lançamento para usuários corporativos em 30 de novembro, também aumentaram em comparação às vendas no primeiro mês do Office 2003.

Foram vendidas 61% mais unidades do Office 2007 entre compradores de grandes volumes. Ele acrescentou que o valor das vendas em dólares por canais corporativos aumentou 98% graças ao aumento de pouco mais de 50 dólares no valor do Office 2007, que atingiu 301,33 dólares.

Swenson atribuiu o preço mais alto do negócio à "estratégia de versões" da Microsoft para o Office, que disse ajudar a fabricante a "empurrar" versões mais ricas para companhias em dúvida.

A Microsoft também pretende vender versões mais caras para consumidores, disse Swenson, notando que mais de 85% das vendas de varejo correspondem à edição com desconto para estudantes e professores.

Com o Office 2007, a Microsoft removeu seu cliente de e-mail Outlook da versão, agora chamada de Office Home and Student, e a substituiu pelo software de anotações digitais OneNote.

Comparar vendas de diferentes softwares pode ser difícil, no entanto. O Office 2003 não foi lançado junto a qualquer sistema operacional da empresa, assim como o Office 2007 saiu com o Windows Vista.

Mas seu lançamento veio apenas dois anos e meio após a introdução do Office XP e, ainda assim, o Office 2003 foi lançando durante um período de queda nos investimentos econômicos em TI.

As vendas iniciais de varejo do Office 2007 podem ter sido beneficiadas pela enorme demanda de entusiastas que foram forçados a esperar pelos seguidos atrasos da Microsoft, analisa Swenson.

No entanto, eles também podem ser demovidos de comprar no varejo graças à possibilidade de baixar o software legalmente por meio do novo Windows Marketplace.

Usuários do serviço podem baixar o Office 2007 por meio de um sistema seguro, mas a NPD não conta estas compras como parte das vendas regulares do varejo.

Swenson afirmou que as vendas do Office 2007 deverão cair em comparação com os níveis das primeiras semanas, mas, baseado no que já aconteceu em versões anteriores, as vendas podem subir novamente e se estabilizar após algum tempo, previu.

"O Office 2003 teve fôlego", afirma Swenson, notando que o mercado de varejo norte-americano para softwares de produtividade - da qual a Microsoft controla 97% - cresceu 12% em 2006 comparado ao ano anterior.

Esta é uma taxa fenomenal de aumento, diz eles, principalmente por aparecer tão tarde dentro do ciclo de lançamento do Office 2003.

*Eric Lai é editor do ComputerWorld, em Framingham.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail