Home > Notícias

SMS vira ferramenta para iniciar e terminar namoros, revelam pesquisas

Um em cada dez norte-americanos usa torpedos para dispensar o par e um terço dos namoros na Itália começou via cantada em SMS

Por Redação do IDG Now!

14/02/2007 às 16h57

Foto:

Um em cada dez norte-americanos usa torpedos para dispensar o par e um terço dos namoros na Itália começou via cantada em SMS

Esta quarta feira (15/02) é Dia de São Valentim, data em que se comemora o Dia dos Namorados em vários locais do mundo. Quer aproveitar a ocasião para iniciar uma paquera ou terminar um romance que não está indo para frente? Saiba que o celular pode ser a saída. Segundo pesquisas recentes, cada vez mais as pessoas recorrem a mensagens de texto via celular (SMS) tanto para iniciar quanto para encerrar relacionamentos.

Entre os norte-americanos, 11% acreditam que não há problemas em terminar um namoro por mensagem de texto, segundo uma pesquisa de outubro, da Samsung Telecommunications America. Um outro estudo da Ipsos MORI, feito em novembro, mostra que quase um em cada dez habitantes em Cingapura já usou o SMS para terminar um relacionamento.

No Reino Unido, 3% das pessoas já foram dispensadas por SMS. Nos Estados Unidos já estão disponíveis inclusive alguns serviços para ajudar a terminar namoros ou despistar companhias indesejadas pelo telefone.

Um deles é Rejection Hotline, que funciona da seguinte forma: você dá um telefone àquele mala que conheceu na balada e quando ele liga no dia seguinte cai em um central que alerta que a pessoa que lhe deu esse número não quer que ele tenha seu telefone verdadeiro.  Outra opção é o Breakup Help, que oferece uma gravação com a sua mensagem de adeus em uma voz feminina, suave, para reduzir os traumas do parceiro.

Mas além das mensagens voluntárias, a descoberta de traições via torpedo também leva ao fim de relacionamentos. A pesquisa da Ipsos MORI revela que os britânicos estão os que mais traem pelo celular: uma em cada sete pessoas na Grã-Bretanha admite ter enviado mensagens de "paquera" para pessoas que não eram seus companheiros.

Neste quesito, os britânicos perdem apenas pelos habitantes da Malásia: quase 40% enviam mensagens de paquera sem que o companheiro saiba. Mas não são apenas os comprometidos que usam o SMS para flertar. Um em cada dez relacionamentos na Itália começou com um convite por torpedo para o primeiro encontro e quase um terço começou com cantadas por SMS.

Os torpedos também estão substituindo chocolates e cartões, pelo menos nas Filipinas: um terço das mulheres preferem uma mensagem de texto romântica às alternativas anteriores, no Dia dos Namorados. Na Rússia, o SMS também se tornou uma forma popular para comemorar a data, com 40% dos russos mandando apenas uma mensagem de texto.

Aproveitando a celebração internacional, duas operadoras brasileiras anunciaram um serviço batizado de Cupido. A Claro e a Vivo anunciaram a integração dos seus banco de dados de pessoas que procuram por relacionamentos e agora usuários das duas operadoras poderão buscar em uma única rede a sua cara metade.

Mensalmente são registrados cerca de 150 mil inscritos no serviço, que se unem aos assinantes já cadastrados, gerando uma média mensal de 16 milhões de mensagens. Para se cadastrar, o usuário deve enviar um torpedo SMS com a palavra CUPIDO para 2583 (Vivo) ou 999 (Claro).

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail