Home > Notícias

Cisco aumenta mais uma vez prazo de resposta para Apple

Pela segunda vez, a companhia de redes estende as negociações sobre o uso do nome iPhone. Prazo final agora é 21 de fevereiro, próxima quarta

Por Martyn Williams, para o IDG Now!*

16/02/2007 às 12h17

Foto:

Pela segunda vez, a companhia de redes estende as negociações sobre o uso do nome iPhone. Prazo final agora é 21 de fevereiro, próxima quarta

A Cisco deu à Apple mais uma extensão de prazo para responder ao processo pelo nome iPhone, disse a empresa no final da quinta-feira (15/02).

A Apple é alvo de uma ação judicial por marca registra movida pela Cisco um dia depois de a empresa ter lançado seu telefone com iPod em janeiro, no Macworld Expo, em São Francisco.

A alegação da Cisco é que a sua divisão Linksys detém a marca "iPhone" e a empresa abriu uma ação na Califórnia para impedir o uso do nome pela Apple. Na quinta-feira, a Cisco concordou com o pedido da Apple por mais tempo para responder à ação.

“A Cisco concordou em dar à Apple uma extensão até a quarta-feira, 21 de fevereiro”, disse a companhia em um breve comunicado, completando: “A Cisco está totalmente comprometida em usar o tempo extra para chegar a uma decisão de benefício mútuo”.

Quando a Cisco processou a Apple em 10 de janeiro ela revelou que as duas empresas vinham conversando sobre o nome iPhone há dois anos e estavam perto de um acordo em 8 de janeiro, um dia antes da Macworld Expo.

Antes de chegar a um acordo definitivo com a Cisco, o chief executive officer (CEO) da Apple, Steve Jobs, anunciou no dia 9 de janeiro o iPhone, desencadeando o processo.

Uma extensão de prazo anterior já foi concedida pela Cisco em 1º de fevereiro, quando a Cisco disse estar buscando um acordo de “marca e interoperabilidade”. Isso levou a especulações de que a Cisco poderia abrir mão da marca iPhone se o produto fosse compatível com seus equipamentos de rede.

Mas ainda não é possível medir quão a sério a Apple leva o caso. A diretora de relações públicas para música da Apple, Natalie Kerris, disse ao IDG, logo após a abertura do processo, que a ação era “tola”.

A Linksys lançou seu iPhone, um telefone sem fio cuja base se conecta à internet, em dezembro. Já o iPhone da Apple será um celular GSM combinado a um iPod que roda em sistema operacional Mac OSX. O telefone deve ser lançado nos Estados Unidos, no meio deste ano, junto à operadora Cingular Wireless.

*Martyn Williams é editor do IDG News Service, em Tóquio.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail