Home > Notícias

Fabricante anuncia PC para uso médico com chip Intel

A Motion Computing lançou o C5, que é desinfectável e tem scanner de código de barras, câmera digital e leitor de RFID para o log-on do usuário

Por Ben Ames, do IDG News Service em Boston

21/02/2007 às 13h26

Foto:

A Motion Computing lançou o C5, que é desinfectável e tem scanner de código de barras, câmera digital e leitor de RFID para o log-on do usuário

A Motion Computing anunciou, nesta quarta-feira (21/02), a fabricação de um PC para profissionais que trabalham em hospitais, baseado na plataforma Centrino, da Intel e com processador de um único núcleo.

O C5 é um assistente clínico móvel (MCA, do inglês Mobile Clinical Assistant) que pesa 1,36 quilos, tem conectividade sem fio com redes Wi-Fi (802.11) e roda tanto Windows Vista quanto XP.

O equipamento deve ser lançado em 25 países no mês de maio, e custará 2.199 dólares.

O modelo básico tem bateria de três a quatro horas
de vida útil, mas os usuários podem escolher comprar modelos com baterias
melhores, processadores mais rápidos e HDs maiores.

Entre as principais características, o C5 é lavável, tem scanner de código de barras, câmera digital e um leitor de RFID (radio frequency identification) para o log-on do usuário.

Essas funções irão permitir que medicos, enfermeiros e clinicos se preocupem menos com tarefas burocráticas e, desta forma, cometam menos erros e tenham mais tempo para visitar mais pacientes, disse Scott Eckert, CEO da Motion Computing, sediada no Texas.

“O que [os profissionais] mais buscam é gastar mais tempo com os pacientes e menos com relatórios”, disse Eckerts em um webcast na terça-feira (21/02).

Pesquisadores da Motion Computing e da Intel investiram 18 meses entrevistando funcionários de hospitais. Estes testaram todos os protótipos do tablet: desde um dos primeiros, que era um bloco feito de madeira até a última versão, cujo codinome é “Oak City”, disse Louis Burns, gerente geral do grupo de saúde da Intel.

O MCA é mais compacto, portátil e leve do que os computadores sobre rodas utilizados atualmente, permitindo que profissionais da medicina saibam quais são os medicamentos de cada paciente com a leitura do código de barras que cada um deles leva no em uma faixa presa no pulso, disse Eckert.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail