Home > Notícias

Consumidores não querem pagar US$ 500 pelo iPhone, diz estudo

99% dos que pensam em comprar um não aceitam preço cobrado; para analista, valor deve cair entre 100 e 200 dólares

Por Nancy Gohring, para o IDG Now!*

26/02/2007 às 15h00

Foto:

99% dos que pensam em comprar um não aceitam preço cobrado; para analista, valor deve cair entre 100 e 200 dólares

Os consumidores não estão dispostos a pagar o que a Apple cobra pelo iPhone, mas, se o preço cair, eles trocarão seus serviços móveis para a AT&T para comprar o aparelho, segundo resultados de uma pesquisa divulgada na quinta-feira (22/02).

A firma de pesquisa de mercado online Compete entrevistou 379 pessoas nos EUA, das quais a maioria já tinha ouvido falar sobre o iPhone e já tinha comprado um iPod, para descobrir o quão interessados no aparelho eles estavam. A Apple planeja começar a vender o iPhone, que combina um tocador de música com um telefone celular, em junho nos EUA.

Entre os 26% dos participantes que disseram que possivelmente comprariam um iPhone, apenas 1% disse que pagaria 500 dólares por ele. Quando a Apple apresentou o telefone, em janeiro, disse que esse valor seria a margem mais baixa do preço.

Cerca de 42% dos respondentes do mesmo grupo disseram que pagariam apenas entre 200 e 299 dólares.

O iPhone será exclusivo para assinantes da operadora Cingular Wireless LLC, atualmente parte da AT&T. E 60% dos participantes da pesquisa que afirmaram que possivelmente comprarão um iPhone disseram que mudariam de operadora para isso.

Enquanto se discute se o iPhone é um concorrente de outros handsets como o BlackBerry, da Research In Motion (RIM), ambos servem mercados muito diferentes, disse Andy Neff, analista da Bearn Stearns que participou de uma conferência realizada para discutir os resultados do estudo. “Apesar dos rumores de que se trata de uma alternativa à RIM, não é um produto corporativo”, disse ele. Ao contrário, o iPhone é uma indicação de uma grande mudança na direção dos smartphones e da emergência de nichos dentro dessa categoria, disse ele.

Os analistas ficaram divididos nas especulações quanto ao preço final de venda do aparelho da Apple. Recentemente, operadoras não têm dado descontos em telefones nas mesmas faixas de preço do iPhone, disse Phil Cusick, analista da Bearn Stearns.

No entanto, a Apple é conhecida por vender seus produtos por preços abaixo dos inicialmente anunciados. A Apple TV, por exemplo, deveria ser vendida por 399 dólares, mas sai por 299 dólares, disse ele.

O telefone pode começar a ser vendido por 500 dólares porque os primeiros a comprar estão dispostos a pagar esse valor, disse Neff. Mas o preço deve cair entre 100 e 200 dólares para atingir o grande mercado, disse ele.

*Nancy Gohring é repórter do IDG News Service, em Dublin.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail