UOL admite críticas à ferramenta de adword e prepara aprimoramentos

Diretor do provedor admite que modelo de compartilhamento de receita gera insatisfações, mas promete melhorias ao longo do ano

https://pcworld.com.br/idgnoticia2007-02-286987281365/
Clique para copiar

Diretor do provedor admite que modelo de compartilhamento de receita gera insatisfações, mas promete melhorias ao longo do ano

Lançado há menos de uma semana, o novo programa Afiliados do UOL, que remunera sites e blogs parceiros pela veiculação de links patrocinados em seus sites, deve ser aprimorado ao longo deste ano com novos produtos, disse o diretor geral do provedor, Marcelo Epperlein, em uma conferência com analistas e imprensa nesta quarta-feira (28/02).

O executivo admitiu ter observado críticas ao modelo de remuneração entre alguns parceiros, mas ressaltou que os seus principais rivais nesta arena – Google e Yahoo! – também não comunicam seus modelos com transparência. “Tenho ouvido críticas sobre o compartilhamento de receita, mas ninguém sabe realmente quanto o Google e o Yahoo! pagam aos parceiros”, argumenta.

Blogueiros e publicitários ouvidos pelo IDG Now! teceram algumas críticas ao novo serviço do UOL, dizendo que ele ofereceria uma margem menor que o Adsense, modelo do Google que “inspirou” o UOL Afiliados. O programa também sofreu críticas por trazer menos cliques aos parceiros que o serviço do Google e por exigir exclusividade dos afiliados.

Segundo Epperlein, o novo serviço, que é uma das fortes apostas da empresa para gerar receita em publicidade em 2007, será incrementado ao longo do ano com novos produtos para ampliar as fontes de receitas aos afiliados e ao próprio UOL. “Aprimoramentos virão por aí”, diz o diretor, sem dar pistas sobre os possíveis novos recursos.

A receita do UOL com publicidade e links patrocinados totalizou 72,6 milhões de reais em 2006, o que significa um crescimento de 57% perante 2005.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site