Home > Notícias

Procon orienta consumidor sobre mudança de pulsos para minutos

Prevendo uma grande quantidade de reclamações, Procon divulgou orientações de como proceder durante a migração de pulso para minuto

Por Ralphe Manzoni Jr. editor executivo do IDG Now!

01/03/2007 às 11h34

Foto:

Prevendo uma grande quantidade de reclamações, Procon divulgou orientações de como proceder durante a migração de pulso para minuto

Prevendo uma grande quantidade de reclamações pelos consumidores, Procon divulgou orientações de como proceder durante a migração da conta telefônica de pulso para minuto.

Veja as principais dicas, de acordo com Marta Aur, técnica de proteção ao consumidor do Procon:

1) Avalie o tempo de duração de suas ligações. Se você fala mais de três minutos, opte pelo plano básico, com franquia de 200 minutos por mês, e preço de 37,90. Se o tempo for maior, opte pelo plano alternativo, que tem 400 minutos de franquia por mês, mas um custo quase três vezes inferior por minuto.

2) Como a conta é cobrada por pulsos, ninguém sabe quantos minutos gasta por mês ao telefone. O Procon recomenda que os consumidores liguem para a sua operadora e peçam informações sobre o tempo médio das ligações. O órgão alega que as teles não são obrigadas a dar essa informação, mas justifica que como elas já vendem planos opcionais de minutos, terão condições de orientar ao consumidor sobre o melhor plano a aderir.

3) As operadoras agora vão oferecer uma conta detalhada das ligações, mas só para os consumidores que fizerem esse pedido. Para saber o quanto gasta e para quem liga, o Procon recomenda que o consumidor peça a conta detalhada para a operadora.

4) Quem acessa a internet por meio de uma linha telefônica deve optar pelo plano alternativo (de 400 minutos) ou por um plano de acesso ilimitado,especiais_pulso_minuto_retornar88x66 na faixa dos 30 reais, oferecidos por diversas operadoras. Consulte a disponibilidade do serviço com sua companhia telefônica.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail