Home > Notícias

AMD lança chipset com vídeo ATI Radeon integrado

Nova família AMD 690 oferece suporte para HDTV e já é compatível com Windows Vista

Por Mário Nagano, da PC World

01/03/2007 às 18h17

Foto:

Nova família AMD 690 oferece suporte para HDTV e já é compatível com Windows Vista

A AMD apresentou nesta quinta-feira (01/03) a nova família de chipsets AMD 690G para desktops de mesa, o primeiro resultado da aquisição da ATI, fechada em julho do ano passado.

O objetivo do lançamento da linha 690G é oferecer ao mercado uma plataforma de computação que seja capaz de executar aplicações de vídeo em alta definição (HD), cujo interesse deve aumentar com a inclusão do aplicativo de Media Center no Windows Vista Premium e, desta forma, abrir perspectivas interessantes do uso do PC em aplicações de home theater.

Por isso, um dos grandes atrativos é a implementação de uma aceleradora gráfica baseada na GPU ATI Radeon série X1250, capaz de reproduzir imagens em alta definição e saída HDMI e DVI.

Segundo o diretor de marketing da divisão de chipsets da AMD, Reuven Soraya, a combinação de uma placa-mãe com chipset 690G e um processador Athlon 64 x2 e um leitor de HD DVD seria uma solução completa de leitura, processamento e reprodução de vídeo em alta definição a um preço bastante atraente para o usuário final.

Para aqueles não interessados nesse recurso, a empresa oferecerá uma versão mais simples, sem suporte para HDMI: é o AMD 890V, baseado na aceleradora gráfica X1200.

Quando questionado sobre o desempenho dessa plataforma com um processador Sempron no lugar do Athlon 64 x2, o executivo disse que o suporte para vídeo de alta definição seria comprometido. Ou seja, o 690G ainda depende muito do processador para obter o melhor resultado.

Reuven  revelou ainda que o sucessor do 690G — chamado de série 700 e previsto para o final desse ano — terá total capacidade de processamento de vídeo em alta definição no próprio chipset e suporte para DirectX 10. Com isso, seria possível ter alta definição mesmo usando um processador Sempron.

Chegada no mercado

Segundo a AMD, cerca de 30 fabricantes de placas-mãe já se preparam para
lançar produtos baseados no novo chipset, entre eles a ASUS (M2A-VM), ECS (AMD690GM-M2), MSI (MS7327) e Gigabyte (GA-MA69GM-S2).

Em relação ao mercado brasileiro, José Antônio Scodiero, vice-presidente de marketing e vendas da AMD para a América Latina, acredita que os primeiros produtos baseados na família 690G devam chegar ao país dentro de dois meses.

Existe também a previsão de que fabricantes locais de placas-mãe integrem o
novo chip nos seus produtos.

No evento desta quinta-feira, a Semp Toshiba demonstrou seu o modelo STI ES-1115 já baseado no AMD 690G equipado com processador Athlon 64 x2 3600+, 1 GB DDR2, som HD, DVD-RW, 200 GB SATA, monitor LCD de 19 polegadas da STI e Windows Vista Home Premium. A previsão é que ele chegue ao mercado final de abril/início de maio com preço a ser definido.

Em 2006, venda global de chipsets da AMD superou 30 milhões de unidades, quase o dobro do ano anterior, informou o executivo.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail