Home > Notícias

Concorrida, escola da Nokia em Manaus se prepara para a TV digital

Fundação, única do grupo finlandês no mundo, já formou quase 2 mil pessoas, com 100% de aproveitamento no mercado de trabalho

Por Taís Fuoco, editora do Computerworld*

06/03/2007 às 14h46

Foto:

Fundação, única do grupo finlandês no mundo, já formou quase 2 mil pessoas, com 100% de aproveitamento no mercado de trabalho

A Fundação Nokia de Ensino (FNE), entidade que a companhia finlandesa de celulares assumiu em Manaus (AM) em 2001, já formou quase 2 mil alunos nas áreas de telecomunicações, mecatrônica, informática e eletrônica, e hoje enfrenta uma disputa de 24,39 candidatos por vaga a cada nova turma.

A escola fornece cursos gratuitos de ensino médio profissionalizante e é a única da companhia em todo o mundo. O índice de aproveitamento dos estudantes no mercado de trabalho local é de 100%, segundo a diretora pedagógica Ana Rita Fadel Arruda.

O curso de eletrônica já começa a incluir, por exemplo, matérias específicas para a entrada da era digital de televisão no Brasil, que deve acontecer este ano. "Ainda há pouca literatura sobre o assunto, mas o mercado vai nos exigir essa demanda", afirma a diretora.

Em função da procura elevada, segundo Ana Rita, "só se entra na escola por concurso" e 70% das vagas são destinadas a alunos que venham da rede pública de ensino, enquanto as demais 30% são distribuídas entre os egressos das escolas privadas.

Além de fazer o ensino médio em período integral, com especialização, os alunos admitidos também têm direito a alimentação, assistência médica e odontológica gratuitos na FNE.

Quatro turmas são iniciadas por ano, com 40 alunos cada. Os recursos para a manutenção da escola e a montagem dos laboratórios de metrologia, comando numérico computadorizado e CAD/CAM fazem parte da contrapartida da Nokia na Lei de Informática, mas a companhia não revela quanto já foi aplicado especificamente na Fundação.

Para ter acesso aos benefícios fiscais da Lei, a Nokia deve aplicar 5% de sua receita bruta em pesquisa e desenvolvimento, dos quais metade para uso próprio e a outra metade em prol da comunidade.

*A jornalista viajou a Manaus a convite da Nokia.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail