Home > Notícias

Processadores de texto online

Selecionamos boas opções de processadores de texto que funcionam via web

Por Redação PC World EUA

08/03/2007 às 17h19

Foto:

Selecionamos boas opções de processadores de texto que funcionam via web

edit_free_100x120.jpgGoogle, Thinkfree e Zoho oferecem verdadeiros pacotes de escritório, com foco em aplicativos de processamento de texto.

Em outubro de 2006, o Google juntou o Writely, um processador de textos online em Ajax (técnica usada para manter páginas web interativas em tempo real, não sendo assim necessário recarregá-las sempre), com seu programa online Spreadsheets (planilhas) para criar o Google Docs and Spreadsheets.

Na mesma época, a Zoho juntou seus programas de apresentação, processamento de texto e planilhas (tudo em Ajax) e logo irá oferecê-los na forma de um pacote completo chamado de ZohoX que, segundo ela, será gratuito para o uso doméstico.

Cada um desses pacotes web oferece uma funcionalidade significativa, mas todos vêm com uma advertência: nenhum permitirá que se faça backup de todos os arquivos de uma vez ou armazenar copias num centro de dados de terceiros. 

Assim, será melhor manter uma cópia local de todo documento caso o serviço trave ou a conexão de banda larga dê indícios de problemas.

Melhor opção: O Zoho Writer apresenta uma lista ocultável de documentos divididos em seções (privado, compartilhado, documentos públicos e modelos).

Assim como o Google Docs e o ThinkFree, ele pode publicar itens diretamente em um blog ou pode salvar e importar  vários formatos de documentos arquivos, do  Word ao HTML. Quem tiver um plug-in para o processador de textos da Microsoft pode salvar diretamente a partir do aplicativo para a conta Zoho.

Ele inclui a maioria dos atributos mais comuns dos processadores de texto, do popular “desfazer” a comandos de formatação de textos extensos. É possível editar o HTML de um documento, mas esse é um atributo tão escondido que será preciso usar a caixa de busca para encontrá-lo.

O Zoho lida com documentos múltiplos numa única janela através de abas e permite encaixar uma planilha Zoho e um documento Writer. Ao se modificar a planilha, o arquivo Writer é automaticamente atualizado.

O Zoho ainda oferece uma versão de seu software que é executado em seu próprio servidor e é gratuito para até dez usuários. Essa opção pode aliviar preocupações sobre segurança em relação a hospedar documentos empresariais importantes fora do alcance do firewall do escritório.

O Google Docs and Spreadsheets,  nova cara do Writely, tem uma interface limpa e estilizada em branco e azul, com uma fileira única de ícones no topo da janela de texto. Os pontos fortes são a gerenciamento automático de versões de um documento e o fácil acesso ao código HTML.

É possível fazer upload de textos via e-mail e, caso um mesmo documento seja aberto por mais de uma pessoa, as alterações feitas em cada sistema imediatamente aparecem no outro.

Muitas das funções mais comuns dos processadores de texto aparecem aqui, mas o Docs and Spreadsheets carece de funções embutidas para busca de texto ou procura de substituição. Quando se abre documentos múltiplos, eles precisam estar em janelas separadas do browser.

No site do ThinkFree o visitante encontra um editor de documentos limitado e um para Java que parece um aplicativo de desktop.

Suporta cabeçalhos, legendas, campos de códigos e quase todos os outros atributos do Microsoft Word, incluindo auto-correção. Diferentemente do Google Docs e do Zoho Writer, o ThinkFree não oferece meios de se abrir documentos múltiplos ou edição colaborativa simultânea de textos.

Confira mais dicas na reportagem de capa da edição 176 da revista PC WORLD, já nas bancas. São reviews de mais de 45 de serviços online que ajudam você a economizer tempo - e dinheiro!

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail