Home > Notícias

Terceira maior fabricante de LCDs vê retomada entre câmeras e laptops

AU Optronics afirma que sobra de estoque que forçou queda de preços de LCD durante 1º trimestre foi resolvida e espera estabilização

Por Dan Nystedt, para o IDG Now!*

08/03/2007 às 16h21

Foto:

AU Optronics afirma que sobra de estoque que forçou queda de preços de LCD durante 1º trimestre foi resolvida e espera estabilização

Executivos da AU Optronics, terceira maior fabricantes de LCDs por faturamento, afirmou nesta quinta-feira que a demanda por câmeras digitais e notebooks aumentou ainda mais recentemente, e previu tempos melhores nos próximos meses.

"Houve uma explosiva retomada na demanda de notebooks", afirmou H.B. Chen, presidente da AU Optronics. O estoque da companhia de telas para notebooks está apertado agora, uma situação que deverá continuar nos próximos meses. A demanda por telas de câmeras digitais também está perto do limite, disse ele.

"Nossa produção do segundo trimestre claramente será melhor que a do período anterior", disse ele, indicando que a companhia aumentará a produção. A AU diminuiu a produção de algumas fábricas em razão do estoque excessivo de produtos, que causou uma queda de preços de LCD nos últimos meses.

Suas declarações devem ajudar a atenuar algumas preocupações da indústria sobre o setor global de notebooks, mas não é necessariamente um bom sinal para usuários.

A AU produz quase um quinto das telas de LCD do mundo, o que permite que a empresa ofereça um diagnóstico de certas categorias de produtos no mercado de TI. A produção excessiva manteve os preços de LCD baixos pelos últimos meses, situação ótima pelos usuários pela queda de preços.

Na maioria dos casos, as telas de LCD são a parte mais cara do gadget, o que faz com que dispositivos mais baratos reflitam no preço final do aparelho. A nova estabilização da indústria poderia interromper a queda de preços que usuários têm visto em alguns produtos.

O trimestre de janeiro a março deveria ser o mais fraco do ano para a AU, afirmou Kuma Hsiung, vice-presidente executivo da companhia.

A produção do ano passado foi ainda piorada por que companhias começaram a estocar telas, o que significou que a demanda para alguns produtos diminuiu, o que transformou o repositório em um problema sério de inventário, afirmou.

Atualmente, inventários estão limpos, para que o segundo trimestre não atinja os preços de telas de LCD assim como no atual trimestre.

*Dan Nystedt é editor do IDG Nes Service, em Taipei.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail