Home > Notícias

Spam pornográfico cai, enquanto e-mails com imagens sobem

Mensagens indesejadas pornográficas caem para nível histórico, enquanto spammers apelam para imagens e ataques regionais

Por Jeremy Kirk, para o IDG Now!*

09/03/2007 às 18h31

Foto:

Mensagens indesejadas pornográficas caem para nível histórico, enquanto spammers apelam para imagens e ataques regionais

Spam pornográfico caiu em uma baixa histórica durante fevereiro, com spammers se concentrando em mensagens indesejadas sobre produtos relacionados a saúde  e outras novidades, de acordo com relatório divulgado pela Symantec.

E, assim como softwares, o spam está crescentemente se tornando localizado. O relatório da Symantec afirma que houve um aumento no volume de spams relacionados a jogos de azar na Alemanha, Itália e França, enquanto, anteriormente, o problema era apenas na Inglaterra.

A Symantec chegou às conclusões a partir dos seus próprios dados, assim como diversas outras consultorias de segurança divulgam relatórios a partir dos seus próprios métodos de monitoramente.

O spam pornográfico correspondeu a apenas 3% do total de mensagens no último mês, a menor cifra já registrada, afirmou a Symantec.

No geral, cerca de 70% de todas as mensagens monitoradas pela Symantec eram spam, com metade delas originadas de computadores na América do Norte.

Melhorias nos  métodos de bloqueio de filtragem forçaram spammers a usar novas técnincas para entrar nas caixas de entrada.

Cerca de 38% do spam enviado em fevereiro usava imagens, o que torna mais difícil sua captura por softwares de segurança. As mensagens parecem se únicas, permitindo sua passagem pelo filtro.

Spammers também estão usando mensagens com textos posicionados na diagonal, para que a tecnologia de reconhecimento de caracteres, que tenta ler os textos dentro das imagens, falhe, afirmou a Symantec.

*Jeremy Kirk é editor do IDG News Service, em Londres.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail