Home > Notícias

Domínios gratuitos ajudam a espalhar códigos maliciosos e spam

Pequenas ilhas são os grandes problemas, na visão da McAfee. Pesquisa mostra países com regras mais fragéis e os mais severos

Por Jeremy Kirk, para o IDG Now!*

13/03/2007 às 10h56

Foto:

Pequenas ilhas são os grandes problemas, na visão da McAfee. Pesquisa mostra países com regras mais fragéis e os mais severos

O registro de domínios baratos ou gratuitos na internet fez crescer o número de sites usados para espalhar spams e hospedar softwares com códigos maliciosos, de acordo com estudo da empresa de segurança McAfee.

A empresa analisou 8,1 milhões dos sites considerados suspeitos registrados em 265 top-level domains (TLDs), tais como “.com” e “.biz” em conjunto com domínios de países, como “.jp” para o Japão.

Pequenas ilhas são consideradas os grandes problemas, na visão da McAfee. Cerca de 18,5% do sites registrados com o domínio TLD “.st”, que pertence a São Tomé e Príncipe, são considerados de risco tanto para spam como para hospedar códigos maliciosos.

O território Tokelau (.tk), da Nova Zelândia, e Niue (.nu), uma ilha localizada na região da Polinésia, no Pacífico Sul, não cobram nada para o registro de domínios. Niue também permite o registro de web sites anônimos.

Os domínios TLDs com regras de registro consideradas ideais são do Japão, Irlanda, Suécia e Finlândia.

*Jeremy Kirk é editor do IDG News Service, em Londres.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail