Home > Notícias

Faculdades chinesas recrutam estudantes no Brasil, inclusive de TI

A cada ano, China quer atrair estudantes para suas universidades em uma localidade. Na próxima semana, é a vez do Brasil

Por Redação do Computerworld

13/03/2007 às 11h25

Foto:

A cada ano, China quer atrair estudantes para suas universidades em uma localidade. Na próxima semana, é a vez do Brasil

Dentro da feira ExpoBelta, que acontece em São Paulo entre 17 e 18 de março, universidades chinesas estarão reunidas para mostrar os atrativos do país para estudantes brasileiros.

O evento, chamado de Century China Higher Education Exibition, pode levar estudantes de todas as idades à China e existem vagas, principalmente na Universidade União de Beijing, para tecnologia de software.

A cada ano, o país de Mao Tse-tung vai a uma nação para apresentar seus programas de estudo. Depois dos EUA, chegou a vez do Brasil. Esta será a primeira participação de universidades chinesas na ExpoBelta. Para cursos específicos é importante saber mandarim, mas também existem oportunidades para estudar a língua.

Para o setor de tecnologia, a presidente da Belta, Tatiana Mendes, não sabe quantos alunos saem do Brasil e também não há ainda uma expectativa de quantos deverão ir para a China. “Mas sabemos que o número geral de alunos que saem do Brasil para diversos países pela Associação Belta [que tem mais de 600 pontos de vendas] é de 72 mil enviados”, afirma Tatiana.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail