Home > Notícias

Cebit 2007: Intel promete chips móveis para mais eficientes em energia

Empresa espera evoluir ainda mais, oferecendo chips com 10% menos consumo e 85% menores que os disponíveis em 2006

Por Sumner Lemon, para o IDG Now!*

15/03/2007 às 16h33

Foto:

Empresa espera evoluir ainda mais, oferecendo chips com 10% menos consumo e 85% menores que os disponíveis em 2006

A Intel planeja reduzir o tamanho dos chips e o gasto de energia dos seus processadores móveis nos próximos anos, abrindo caminho para computadores menores e que gastam menos energia, disse um executivo da companhia na quinta-feira (15/03).

Desde o ano passado, a Intel reduziu o tamanho dos chips em 75% e cortou o consumo de energia em 50%, disse Christian Morales, responsável pela Europa, Oriente Médio e Ásia da Intel, durante a conferência Cebit, em Hanover, Alemanha.

Até 2008, a Intel espera evoluir ainda mais, oferecendo chips com 10% menos consumo e 85% menores que os disponíveis em 2006, disse Morales. “A meta final é ter um sistema em um chip, uma solução altamente integrada”, disse Morales.

Muito dos ganhos virá da mudança nas tecnologias de produção. Em 2006, a Intel usava o processo de 90 nanômetros para produzir grande parte dos chips. No final do ano, grande parte já tinha migrado para 65 nanômetros e empresa já planeja iniciar a oferta de chips feitos em 45 nanômetros.

Os avanços nos processos tecnológicos aumentam a miniaturização, criando chips menores, mais rápidos e com menos gasto de energia. Eles também podem ficar mais baratos, pois é possível produzir mais chips na mesma placa de silício.

Além dos avanços em processos tecnológicos e design de chips, a Intel trabalha em tecnologias de gerenciamento de energia e na tecnologia de cache Turbo Memory, antes conhecida como Robson.

O Turbo Memory usa chips de memória flash, que armazena memória sem gastos de energia, para reduzir o número de vezes que um computador precisa acessar o disco rígido, aumentando a performance e diminuído o consumo.

*Sumner Lemon é editor do IDG News Service, em Cingapura.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail