Home > Notícias

Games virtuais geram mais de US$ 1 bilhão na Europa e nos EUA

Em 2011, consultoria prevê que os MMOGs ultrapassem 10 milhões de assinantes gerando mais de 1,5 bilhão de dólares em receita

Por Redação do IDG Now!

20/03/2007 às 17h38

Foto:

Em 2011, consultoria prevê que os MMOGs ultrapassem 10 milhões de assinantes gerando mais de 1,5 bilhão de dólares em receita

O mercado ocidental de jogos multiplayer online atingiu seu primeiro bilhão de dólares, em 2006, sendo 576 milhões de dólares na América do Norte e e 299 milhões de dólares na Europa, revela uma pesquisa da consultoria Screen Digest.

Segundo o relatório, o mercado de jogos do tipo MMOGs (massive multiplayer online games) foi impulsionado pela introdução estilos mais casuais e de novos modelos de negócios.

Em 2011, a consultoria prevê que os MMOGs ultrapassem 10 milhões de assinantes gerando mais de 1,5 bilhão de dólares em receita. Neste período, a Europa deve apresentar um crescimento mais expressivo do que os EUA, tendo como ícones a Alemanha e, em segundo lugar, o Reino Unido.

O game World of Warcraft é o mais popular no segmento, tendo representando 54% do mercado de assinaturas de MMOGs no ano passado, gerando uma receita de 471 bilhões de dólares. Seu concorrente mais próximo foi o game Runescape, desenvolvido pela britânica Jagex.

A pesquisa informa que, embora a receita com mensalidades ainda responda por 87% dos ganhos deste setor, a venda de itens virtuais e a presença de anúncios também se destacaram como fontes de receita do segmento.

O impacto destes modelos de negócios é sintomático para a crescente incfluência dos MMOGs sobre outras plataformas online como redes sociais e games casuais.

O autor do estudo, Pier Harding-Rolls afirma que, nos pultimos anos, o cenário de jogos multiplayer online em massa tornou-se fragmentando, com a presença de gêneros como redes sociais, de bichos de estimação virtual e de mundos virtuais, que carregaram novos usuários e negócios.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail