Home > Dicas

Livre-se das maiores ameaças da web

Veja como evitar os três maiores riscos da internet: brechas do Internet Explorer, ataques de phishing e malwares

Por Redação PC World (EUA)

27/03/2007 às 18h37

ameacas_internet70x84.jpg
Foto:

Veja como evitar os três maiores riscos da internet: brechas do Internet Explorer, ataques de phishing e malwares

1) BRECHAS DO INTERNET EXPLORER

ameacas_internet100x120.jpgO Internet Explorer encabeça a lista dos maiores alvos da internet. O motivo: por ser o browser mais usado no mundo, é a porta preferida por hackers em busca de vulnerabilidades.

Seu maior problema é a dependência da tecnologia ActiveX da Microsoft, que permite aos sites rodar programas executáveis no computador dos usuários através do browser. Correções de segurança e atualizações, incluindo o Service Pack 2 do XP e o IE7, tornaram o ActiveX mais seguro, mas falhas inevitáveis permitem que malwares ludibriem essas medidas desegurança, o que torna o ActiveX um risco que não vale a pena correr.

Felizmente, com poucas exceções (como o site Windows Update), é possível navegar de forma eficiente sem o ActiveX. Para desativá-lo no IE versões 6 e 7, vá em Ferramentas, Opções da Internet, Segurança, Nível Personalizado, role até Executar Controles ActiveX e Plug-Ins e selecione Desativar. Clique OK, Sim e OK para fechar a caixa de diálogo.

Para ativar o ActiveX num site confiável, clique em Ferramentas, Opções de Internet, Segurança, vá em Sites Confi áveis, clique em Sites, coloque o endereço do site na caixa de texto e depois clique em Adicionar. Remova a seleção Exigir Verificação do Servidor (https:) para todos os sites desta zona, clique em Fechar e em OK.

Independentemente de qual browser é definido como padrão no sistema, deve-se sempre manter oWindows e o IE atualizados para minimizar os riscos. Para manter o Windows em dia, visite o update.microsoft.com (somente com o IE).

A seguir, vá em Iniciar, Painel de Controle, Desempenho e Manutenção, Sistema, e clique na aba Atualizações Automáticas. Selecione Automática (recomendado), se você confia na Microsoft, ou Fazer Download de Atualizações, Mas Permitir que Eu Escolha Quando Instalá-las, se você confiar pouco. Qualquer que seja a opção, clique em OK para fazer download e instalar as correções de segurança.

Uma forma de reduzir a vulnerabilidade de seu computador às brechas do ActiveX é baixar e instalar outro browser e ajustá-lo como navegador padrão. O Firefox é a alternativa mais popular ao IE. Infelizmente, a crescente popularidade do browser incitou os criadores de malwares a também  explorarem suas falhas. Muitos especialistas consideram o Opera mais seguro que o IE ou o Firefox.

2) PHISHING E LADRÕES DE IDENTIDADE

A grande maioria das mensagens que chegam por e-mail como sendo de instituições financeiras ou com promessa de prêmios não passa de isca e se deve evitar abri-las ou clicar em links contidos nelas.

Ficou na dúvida se o banco (ou outro serviço) está de fato tentando notificá-lo de uma irregularidade na conta? Abra o seu navegador e entre com seus dados diretamente no site. Ou, melhor ainda, pegue o telefone e ligue para a instituição citada.

Tanto o IE7 quanto o Firefox 2 incluem novos ajustes antiphishing que++++ comparam links de um banco de dados de sites fraudulentos antes de exibir a imagem (o Opera planeja incluir um atributo similar no Opera 9.1). Para ativar o filtro no IE7, vá em Ferramentas, Filtro Phisher, Ativar Verificação Automática, e clique em OK.

O filtro de phishing do Firefox 2 é padrão, mas ele usa uma lista estática baixada de sites de phishing conhecidos. Há ainda a opção de usar a proteção
para esse tipo de golpe do Google: vá em Ferramentas, Opções, Segurança e selecione Verificar Perguntando ao Google Sobre Cada Site Visitado.

Resista à tentação de colocar informações pessoais em sites, blogs ou em páginas de relacionamento, como o Orkut. Ladrões de identidade e spammers estão sempre em busca de novas vítimas.

3) ATAQUES DE MALWARE

Todos os dias criadores de vírus aparecem com novos meios de conseguir acesso aos micros de terceiros. As dicas a seguir tornarão sua máquina mais segura: Pense antes de clicar – Arquivos anexados que terminam com .EXE .COM, .BAT, .SCR, .DOC e .XLS podem infectar o PC com um simples clique.

Muitos programas de e-mail bloqueiam acesso aos anexos de arquivos. Use um filtro de spam – O e-mail ainda é a armadilha principal. Instalar um filtro de lixo eletrônico reduz as chances de ativar scripts invasores.

Atualize o software antivírus – Permitir que o programa antivírus continue funcionando depois de a licença ter expirado é na verdade pior do que não ter antivírus. O PC não só fica com um banco de dados das assinaturas de vírus cruciais desatualizado como estará exposto a pragas que buscam vulnerabilidades em antivírus.

Cuidado com o download – Faça downloads somente de fontes online de confi ança, que primeiro verifi cam o conteúdo dos arquivos de download. Use um firewall bidirecional: o XP e o Vista vêm com um firewall que bloqueia ataques externos.

Para uma melhor proteção, é bom bloquear conexões de saída indesejáveis, que são feitas por malwares para, por exemplo, conectar a máquina infectada a um servidor remoto com o objetivo de enviar spam. O firewall do Vista pode ser configurado para tal, mas isso não é tarefa para um usuário comum do Windows. O melhor é utilizar um dos diversos programas de firewall bidirecionais, como o ZoneAlarm Free ou o Outpost Free.

Tenha um anti-spyware – Utilitários anti-spyware detectam e removem muitos programas indesejáveis do seu computador. Uma ótima opção é o Spy Sweeper 5.

Sistema operacional em dia – O SP 2 tornou o XP mais seguro, mas ele ainda possui falhas de segurança e continua sendo o alvo preferido dos criadores de malware.

Os novos controles de acesso dos usuários do Vista pedem permissão antes de executar os programas, o que melhora a segurança, apesar de vulnerabilidades do Vista já terem sido identificadas.

Tanto o Mac OS quanto o Linux oferecem proteção ainda mais forte contra a execução de softwares, e ainda raramente são alvo de pragas, o que os torna pouco propensos a ser afetados por ataques.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail