Home > Notícias

Procurador responsável por ofensiva contra crimes no Orkut deixa cargo

Após dois anos de mandato, Sérgio Suiama é substituído no comando da Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão de São Paulo

Por Redação do IDG Now!

02/04/2007 às 17h55

Foto:

Após dois anos de mandato, Sérgio Suiama é substituído no comando da Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão de São Paulo

Após encerrar seus dois anos de mandato, o procurador Sérgio Suiama, que liderou uma série de ações do Ministério Público Federal contra os crimes contra direitos humanos na rede social Orkut, deixa a Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão de São Paulo.

Suiama passará a cuidar de temas ligados a saúde e educação e sua sucessora no cargo é a procuradora Adriana da Silva Fernandes, que se comprometeu publicamente a continuar o trabalho desenvolvido nos últimos dois anos pelo procurador.

Mesmo assumindo outras funções, Suiama disse em um e-mail de despedida que continua “sendo um militante de direitos humanos, comprometido com a defesa dos valores que me levaram a assumir a Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão nos últimos dois anos”.

O procurador continua sendo membro do grupo de combate aos crimes cibernéticos da PR-SP e membro dos grupos de trabalho de comunicação social e direitos sexuais e reprodutivos da Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão.

Sob o comando de Suiama, o Ministério Público Federal promoveu uma ofensiva contra os crimes de racismo e pedofilia no Orkut, chegando inclusive a pedir à Justiça, em agosto passado, que a subsidiária do Google fosse fechada por não atender aos recorrentes pedidos de quebra de sigilo de criminosos que atuavam na comunidade.

Após as repetidas investidas judiciais do MPF, o Google Inc. nomeou um representante legal no país, o advogado Durval de Noronha Jr., para receber e processar os pedidos de quebra de sigilo. Mas o principal objetivo do procurador, que era fazer com a subsidiária brasileira da empresa, o Google Brasil, se responsabilizasse por processar as ordens, não se realizou.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail