Home > Notícias

Google permite que usuários criem mapas personalizados

My Maps oferece interface gráfica de “arrastar e soltar” para que usuário acrescente notas, vídeos, áudio e fotos ao seu mapa

Por Juan Carlos Perez, para o IDG Now!*

05/04/2007 às 11h17

Foto:

My Maps oferece interface gráfica de “arrastar e soltar” para que usuário acrescente notas, vídeos, áudio e fotos ao seu mapa

O Google lançou uma ferramenta para permitir a usuários não-técnicos criar seus próprios mashups no Google Maps, recursos antes restrito aos desenvolvedores de software. O novo serviço já pode ser acessado, em inglês.

O recurso, chamado My Maps, permite aos amadores criar a publicar mapas na plataforma, mesclando dados externos. Os desenvolvedores já criaram mais de 35 mil mashups no Google Maps, incluindo informações como apartamentos para alugar, rotas de bicicletas, hotéis, preços de postos de gasolina ou de estacionamentos, entre muitas outras opções.

O My Maps oferece uma interface gráfica baseada em comandos de arrastar e soltar, que permite ao usuário criar um mapa, adicionando pontos de destaque, linhas e formas. Além disso, o usuário pode acrescentar notas, fotos, áudio, clipes e vídeos aos pontos de destaque que escolher.

Se o criador do mapa o classificar como público, o Google o indexa e retorna como resultado de buscas no Google Maps, disse Jessica Lee, gerente de produto da área.

Estendendo a criação de mashups aos amadores, o Google quer ampliar o volume de dados disponíveis no serviço de mapas, disse Jéssica. Segundo ela, quanto mais conteúdo gerado por usuário tiver, mais útil a plataforma de mapas será.

Fortalecer o Google Maps também é uma estratégia para promover o serviço Google Local, que exibe links patrocinados no formato de referências nos mapas.

Segundo o Kelsey Group, os anunciantes gastarão 11,1 bilhão de dólares em 2011 para anunciar seus produtos em serviços de busca por locais, um crescimento anual médio de 22,3%.

O Google não é o único de olho neste mercado. Microsoft, Yahoo, AOL e Ask.com fizeram dos seus sistemas de busca local uma prioridade.

Ao lançar o serviço, o Google vai tornar públicos alguns dos mapas feitos por funcionárois, como um com detalhes sobre uma viagem pela lendária Rota 66. Cada mapa criado será salvo nos servidores do Google terá um endereço único na web, no domínio Maps.Google.com, disse Lee.

*Juan Carlos Perez é editor do IDG News Service, em Miami.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail