Home > Notícias

Alpinista quer fazer primeira ligação de celular do topo do Everest

Se a experiência patrocinada pela Motorola for bem sucedida, será a primeira vez que um celular se comunica a partir do cume

Por Matt Hamblen, para o IDG Now!*

13/04/2007 às 11h17

Foto:

Se a experiência patrocinada pela Motorola for bem sucedida, será a primeira vez que um celular se comunica a partir do cume

O alpinista Rod Baber está se preparando para a escalada da sua vida, planejando chegar ao topo do Monte Everest no final de junho ou no início de junho. Para se preparar, Baber, nativo de Londres, vem fazendo corridas regulares e ganhando peso para aumentar a massa corpórea.

Mas a preparação não é só física. O alpinista de 36 anos está testando um novo celular da Motorola que pretende levar ao topo para fazer ligações e enviar mensagens de textos e fotos. Se for bem sucedido, será a primeira vez que um celular se comunica a partir do cume, disse Baber em uma entrevista por e-mail, do Nepal.

“Anteriormente, [as ligações do cume] só eram possíveis com telefones via satélite, que são caros e pesados para carregar”, ele explicou. Baber está testando o Motorola Z8, que deve ser lançado na Europa em maio. O aparelho não está sendo adaptado para suportar o frio ou a pressão do topo da montanha.

A Motorola é patrocinadora do desafio e está provendo todo o apoio financeiro e técnico para a expedição, disse Baber. “Vou programar números na discagem rápida para que possa fazer ligações e enviar textos apertando apenas um botão”, contou o alpinista. “O desafio é manter as baterias bem isoladas e aquecidas na montanha”, aponta ele.

Para usar o telefone no cume, o alpinista vai precisar de um dispositivo pontudo. “As luvas ficam nas mãos o tempo todo. Menos de 60 segundos de exposição da pele causam congelamento”, explica. As mensagens serão escritas da última parada antes do topo e salvas em rascunho para envio do cume, onde ele ficará muito pouco tempo.

As ligações de celular a partir do Everest não eram possíveis até então porque não havia torres. A China Telecom só instalou uma torre próxima a um dos acampamentos no ano passado, segundo Baber. “Tecnicamente este é o primeiro ano em que tentativas de ligações do cume são possíveis. A linha de visada do topo é de 20 quilômetros, portanto o time técnico da Motorola na China confirmou que é possível”, acrescentou ele.

“Tenho uma família jovem, portanto vou poder manter contato com eles o tempo todo”, diz o alpinista. Baber entrou para o Guiness em 2000 por subir ao topo dos 47 países europeus no menor período, 835 dias.

*Matt Hamblen é repórter do Computerworld, em Framingham.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail