Home > Notícias

Brasil poderá ter notebooks educacionais de US$ 50

Meta do MIT, instituto parceiro do governo brasileiro, é laptop para crianças a US$ 50, diz pesquisador David Cavallo

Por Redação do IDG Now!*

16/04/2007 às 10h32

Foto:

Meta do MIT, instituto parceiro do governo brasileiro, é laptop para crianças a US$ 50, diz pesquisador David Cavallo

O Brasil poderá ter computadores para crianças com preço de custo de US$ 50, o que equivale a cerca de R$ 110, se for cumprida a meta do Instituto de Tecnologia de Massachusets (MIT, Massachusetts Institute of Technology).

O MIT é um dos mais importantes centros de criação tecnológica do mundo e tem o governo federal e diversas instituições brasileiras como parceiros do projeto OLPC (One Laptop Per Child), que no Brasil poderá se chamar UCA (Um Computador por Criança).

David Cavallo, um dos principais pesquisadores do Laboratório do Futuro da Aprendizagem do MIT, onde nasceu a idéia do OLPC, disse que depois da produção em larga escala, o preço cai.

"Depois de quatro anos de produção, a meta é US$ 50. Isso porque não vamos acrescentar coisas novas. Os computadores normais sempre foram caros porque conforme a tecnologia usada fica mais barata, as fábricas inserem novos componentes e novas tecnologias, mantendo o preço sempre caro. Nós não vamos fazer isso".

Ainda não há uma data para uma versão definitiva do OLPC, mas vários protótipos já estão sendo testados por pesquisadores.

"É preciso facilitar o uso, deixar o sistema mais simples para a criança. Mas rede Mesh está funcionando [uma rede de transmissão de dados e voz, sem fio, que conecta os computadores entre si]. Estamos também trabalhando ainda com o desenvolvimento de um servidor para a escola. Será fabricado no Brasil", diz Cavallo.

O pesquisador está no Fórum Internacional Software Livre (FISL), que termina hoje (14) em Porto Alegre. O FISL começou na quinta-feira (12) e termina hoje (14). Reúne os principais profissionais brasileiros e muitos estrangeiros que trabalham no setor de programação com o código aberto.

*Com informações da Agência Brasil.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail