Home > Notícias

Intel volta a apostar em chips para plataforma de UMPCs

Empresa anunciou plataforma para PCs ultramóveis no Intel Developer Forum e porta-voz disse que este é apenas o começo

Por Sumner Lemon, para o IDG Now!*

18/04/2007 às 16h45

Foto:

Empresa anunciou plataforma para PCs ultramóveis no Intel Developer Forum e porta-voz disse que este é apenas o começo

A Intel revelou nesta quarta-feira (18/04) sua plataforma Ultra Mobile, também conhecida como McCaslin, destinada a PCs ultramóveis (UPMCs) e outros aparelhos portáteis, e esboçou planos para aumento seu apoio ao Linux e para um novo chip para computadores ultramóveis para 2008.

A McCaslin é baseada em um processador de baixa energia conhecido pelo codinome Steeley e um chipset que inclui um processador de gráficos integrado. Esse pacote é apenas o começo, segundo Anand Chandrasekher, vice-presidente sênior e gerente geral do grupo Ultra Moibility, da Intel, disse para os participantes da conferência Intel Developer Forum, que acontece em Pequim (China).

Durante a primeira metade de 2008, a Intel vai lançar um sucessor para a plataforma McCaslin, chamada Menlow, baseado em um processador de 45 nanômetros de baixa energia chamado Silverthrone, e um novo chipset, chamado Poulsbo. Ao contrário do chipset atualmente usado na McCaslin, de dois chips, o Poulsbo é um chip único, que reduz o consumo de energia e ocupa menos espaço - aspectos cruciais para computadores pequenos e portáteis.

Chandrasekher também anunciou o apoio da companhia ao Linux como um sistema operacional alternativo para pequenos PCs - particularmente para a classe de aparelhos que a Intel chama de Aparelhos de Internet Móvel. As duas companhias de Linux a integrar esse esforço são a chinesa Red Flag Linux Software e a Canonical, que distribui o Ununtu Linux.

Os primeiros PCs ultramóveis, baseados em um design chamado Origami, foram desenvolvidos juntamente pela Intel e pela Microsoft e projetados para rodar a versão Tablet PC do Windows XP. Os mais recentes computadores ultramóveis, como o Q1 Ultra, da Samsung, rodam o novo Vista OS.

*Sumner Lemon é repórter do IDG News Service, em Cingapura.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail