Home > Notícias

Microsoft nega que vá vender carregadores com células combustíveis

Microsoft alega que apenas encomendou uma pequena quantidade de carregadores Medis para dar de brinde em eventos

Por Stephen Lawson, para o IDG Now!*

18/04/2007 às 11h19

Foto:

Microsoft alega que apenas encomendou uma pequena quantidade de carregadores Medis para dar de brinde em eventos

A Microsoft não vai revender carregadores de baterias à base de células de combustível que está comprando Medis Technologies, disse a empresa na quinta-feira (17/04).

A Medis, que está desenvolvendo as baterias para eletrônicos de consumo, disse ao IDG News Service na segunda-feira (16/04) que havia iniciado a produção comercial de um carregador com a marca Microsoft. Este tipo de carregador, que produz energia por meio de reações químicas envolvendo combustível alcalino, pode ser usado para carregar dispositivos portáteis.

No entanto, a Microsoft apenas encomendou uma pequena quantidade de carregadores Medis para dar de brinde em eventos, disse a empresa de comunicação que representa a companhia, Waggener Edstrom.

Nenhuma das empresas comentou o tamanho do pedido, embora o CEO da Medis, Robert Lifton, tenha dito que se trata da primeira venda comercial da empresa e, ele acredita, a primeira venda de volume para a indústria.

A Medis havia declarado na sexta-feira que vai produzir o 24/7 Power Pack em uma linha com capacidade para 20 mil a 30 mil dispositivos por mês, baseada em Nova York.

*Stephen Lawson é editor do IDG News Service, em São Francisco.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail