Home > Notícias

Microsoft abre laboratórios de segurança na Irlanda e no Japão

Novos centros serão dedicados à análise das ameaças de segurança na web, mais um movimento da gigante em direção ao setor

Por Jeremy Kirk, para o Computerworld*

25/04/2007 às 17h56

Foto:

Novos centros serão dedicados à
análise das ameaças de segurança na web, mais um movimento da gigante em direção
ao setor

Em mais um movimento para aumentar
sua presença no mercado de segurança da informação e a velocidade com que reage
às pragas, a Microsoft confirmou a inauguração de dois laboratórios em Dublin,
na Irlanda, e Tóquio, no Japão. O objetivo dos novos centros está em analisar as
ameaças da internet.

Os centros de proteção contra
malware vão criar assinaturas para os produtos de segurança da Microsoft, afirma
Roger Halbheer, conselheiro chefe de segurança da empresa para Europa, Oriente
Médio e África.

Os laboratórios vão operar de
maneira similar aos de concorrentes como Symantec e McAfee. O movimento da
Microsoft tem um tanto de recuperação: a companhia conta com apenas um centro de
segurança, em Washington, Estados Unidos. Agora, a Microsoft vai ter centros em
três fusos horários diferentes.

“Sabemos que estamos contruindo
capacidade que os outros já têm”, diz Richard Saunders, porta-voz da Microsoft
no Reino Unido.

*Jeremy Kirk é repórter do IDG News
Service, em Londres.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail