Home > Dicas

Filmes de alta definição também no PC

É possível, mas o hardware ainda é caro e o software precisa de ajustes

Por Melissa J. Perenson, PC World EUA

04/05/2007 às 20h12

Foto:

É possível, mas o hardware ainda é caro e o software precisa de ajustes

bluray_100x120.jpgPor enquanto, tentar assistir filmes de alta definição no PC pode, além de caro, ser bem frustrante. O hardware necessário não é barato, o software ainda precisa amadurecer e sua placa de vídeo, mesmo que seja recente, pode não ser o bastante.

Apesar de termos configurado para reprodução de filmes Blu-ray, tivemos dificuldade com filmes HD DVD, prova de que o caminho para o upgrade do formato de alta definição ainda não está pronto para o mercado em grande escala.

Reproduzir mídia de alta definição no PC requer mais do que somente acrescentar um novo drive óptico ao equipamento já existente. Os fabricantes de hardware e software recomendam pelo menos 1GB de memória e um processador dual core.

O maior “porém” acerca de reproduzir filmes em Blu-ray ou HD DVD está relacionado ao esquemas de proteção autoral. Discos comerciais de filme são criptografados com o novo protocolo AACS (Advanced Access Content System); mas a verdadeira barreira é o High Definition Content Protection (HDCP) da Intel, um protocolo de segurança em hardware embutido num firmware de dispositivos e aparelhos.

Todo hardware do PC (drive Blu-ray e HD DVD, placas de vídeo e o monitor) deve ter certificado HDCP para reproduzir conteúdo protegido em resolução total através de conexão digital, seja DVI ou HDMI.

Deve-se ter cuidado ao comprar dispositivos com certificado HDCP. Se não tiver a palavra “certified” (certificado) na caixa, não compre o produto. Algumas placas de vídeo estabelecem compliance HDCP (colaboração com HDCO) ou melhoram a emissões da HDTV, mas não implementam de fato o HDCP.

Procure por uma placa em GPU nVidia GeForce 7 ou GeForce 8-series com drivers PureVideo HD ou ATI Radeon X1650 (AMD) ou uma placa melhor com os drivers mais recentes da Catalyst.

Contudo, mesmo que a placa tenha um desses chips, não há garantia de que haja implementação HDCP. A nVidia concede seu logo PureVideo HD somente a placas certificadas; a AMD ainda não possui nada do gênero.

Por causa do HDCP, o hardware necessário para reproduzir discos de alta definição em qualidade superior encarece bastante, começa com 500 dólares por um drive hd100 HD DVD-ROM da HP e passa por um gravador Blu-ray Sony BWU-100ª de 700 dólares e um Lite-On LH-2B1S de 600 dólares.

Acrescente a isso uma placa de vídeo com certificado HDCP (150 dólares ou mais) e um monitor, também com certificado, de um tamanho razoável – pelo menor, 700 dólares para se ter uma resolução de 1920 por 1200 capaz de 1080p; apesar de monitores HDCP mais baratos existirem, muitos não aceitam saída 1080p. O total sai por cerca de 1,5 mil dólares.

Fazendo funcionar
Para se ter uma idéia do que é preciso para capacitar um sistema para alta definição, experimentamos vários componentes na busca pela montagem perfeita – o que posteriormente redefinimos como uma que simplesmente funcionasse direito.

Como nosso velho monitor Dell UltraSharp 2405 só permitia alta definição através de um conector VGA analógico, trocamos para os displays ViewSonic VX2435wm (799 dólares, 24 polegadas) e Dell UltraSharp 2707WFP (1,399 mil dólares, 27 polegadas) com certificado HDCP. Por fim, usamos uma placa de vídeo em GeForce 8800.

Foi preciso instalar diversas versões do software Power DVD Ultra 7.3 (CyberLink) antes de conseguir reproduzir os filmes em Blu-ray. O HD DVD foi mais problemático. Nunca conseguimos direcionar o sistema para reproduzir filmes HD DVD através da conexão DVI do monitor; mesmo o aplicativo PowerDVD 6.5 HD DVD Edition que veio com o drive  hd100 não nos levou além de uma tela preta após o menu principal. A HP e a Cyberlink não quiseram falar sobre essa questão.

Toda essa complicação pode ser evitada comprando um caro deck pré-configurado para reprodução de alta definição. Nessa situação não tivemos problemas no uso de HD DVD num PC HP Media Center pré-configurado.

Vale a pena assistir filmes no PC? Não em se tratando de alta definição. A imagem é incrível, visivelmente melhor que a do DVD, mesmo numa tela de tamanho médio. A questão real é se você irá conseguir reproduzir tudo no seu PC. Infelizmente não tem como saber sem tentar.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail