Home > Notícias

Apple atualiza linha MacBook com chips mais rápidos e HDs maiores

Com desempenho até 37% melhor que antecessores, três novos modelos ganham HDs que chegam a 160 GB e acesso a redes 802.11n

Por Jim Dalrymple, para o IDG Now!*

16/05/2007 às 10h03

Foto:

Com desempenho até 37% melhor que antecessores, três novos modelos ganham HDs que chegam a 160 GB e acesso a redes 802.11n

A Apple atualizou nesta terça-feira (15/05) sua linha de notebooks MacBooks acrescentando processadores mais rápidos, memória de 1 GB e discos rígidos maiores em todos os modelos.

Os novos laptops vêm em três modelos - dois em branco com velocidades de 2 GHz e 2,16 GHz e um em preto com 2,16 GHz. Todos os MacBooks têm uma câmera de vídeo iSight incluída e a última geração de acesso às redes 802.11n. Os equipamentos vêm com os pacotes iLife 2006 e o sistema Mac OS X 10.4.9.

"Nosso setor de Macs está indo muito bem agora e os MacBooks são grande parte disto", afirmou Todd Benjamin, diretor de marketing para produtos portáteis da Apple.

Ao citar dados da consultoria NPD, Benjamin afirmou que a Apple tem mais de 10% do mercado norte-americano de notebooks.

O MacBooks vem sofrendo um crescimento rápido na adoção desde sua introdução, há um ano.

Os novos modelos rodam com velocidade até 37% maior que os modelos originais, ganho de desempenho que tem relação com a adoção dos chips Core 2 Duo, da Intel, segundo Benjamin.

O modelo de cor branca com 2 GHz e tela de 13 polegadas tem preço sugerido de 1.099 dólares nos Estados Unidos e vem com disco rígido de 80 GB e drive Combo. Já o MacBook branco com chip de 2,16 GHz vem com HD de 120 GB e SuperDrive com suporte a discos com camada dupla - seu preço sugerido é de 1.299 dólares.

Já o equipamento em preto tem processador com 2,16 GHz, tela de 13 polegadas, disco rígido de 160 GB e Super Drive e terá preço sugerido de 1.499 dólares.

"Nossos clientes são grandes fãs de mexer em softwares como iPhoto e iMovie e comprar músicas no iTunes, tarefas que exigem discos maiores", afirmou Benjamin.

A Apple explicou que, ao invés de mudar para o novo chip Santa Rosa, da Intel, nesta atualização, a companhia decidiu se focar no valor da linha MacBook.

"O MacBooks já oferece algumas das tecnologias disponíveis no Santa Rosa", afirmou Benjamin. "Decidimos com esta atualização valorizar mais velocidade do chip, melhor RAM e disco rígido mais espaçoso".

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail