Home > Notícias

Microsoft e China se aliam por conversor para formato XML chinês

Tradução de plug-in permitirá que documentos criados pelo Office possam ser convertidos do formato da Microsoft para o chinês

Por Jeremy Kirk, para o IDG Now!*

21/05/2007 às 13h50

Foto:

Tradução de plug-in permitirá que documentos criados pelo Office possam ser convertidos do formato da Microsoft para o chinês

A Microsoft colaborará com o governo e universidades chinesas para formular um plug-in que permite que usuários leiam e salvem documentos escritos em dois diferentes formatos de arquivos XML.

A China está desenvolvendo seu próprio formato XML, o Uniform Office Format (UOF), variação do que é usado em aplicações como o RedOffice, pacote de produtividade baseado no OpenOffice.org para o mercado chinês.

O grupo responsável pelo UOF é liderado pelo Ministério da Indústria da Informação e pelo Grupod e Trabalho Chinês de Softwares Produtivos.

O plug-in permitirá a tradução com o Office Open XML (OOXML), versão da Microsoft para o XML que a companhia está divulgando para se tornar um padrão único, afirmou Jean Paoli, diretor de arquitetura e interoperabilidade de XML da Microsoft.

A China está trabalhando no UOF para suprimir as necessidades do mercado local de softwares de produtividade. Tags, por exemplo, podem ser escritas em chinês, segundo ele.

Cinco entidades trabalharão no tradutor, incluindo Microsoft, Universidade de Beihang, Litsoft, parte da Lenovo, Universidade de Tsinghua e Instituo de Tecnologia da Informação de Pequim.

A primeira versão da ferramenta UOF traduzida será lançada no final de julho sob a licença Berkeley Software Distribution e publicada no SouceForge, a popular comunidade online de desenvolvimento, afirmou Paoli.

A versão final será lançada em janeiro de 2008 e funcionará com as versões 2003 e 2007 do Microsoft Office.

Em um desenvolvimento relacionado, a Microsoft afirmou que dois plug-ins beta estão disponíveis para traduzir documentos dos softwares PowerPoint e Excel para o formato OpenDocument Format (ODF) e vice-versa.

Os plug-ins funcionam também nas versões 2003 e 2007 do Excel e PowerPoint. O primeiro tradutor para Word e o padrão ODF foram lançados em fevereiro e estão sendo refinados, disse Paoli.

A Microsoft concordou em julho passado a oferecer suporte a projetos de desenvolvimento em código aberto que permitem a compatibilidade com ODF, que é usada por pacotes de produtividade de código aberto como OpenOffice.org.

No entanto, a companhia continuou a incentivar a adoção do próprio formato OOXML, que foi aprovado em dezembro pela organização de padrões ECMA International. A Organização Internacional para Padronização e a Comissão Internacional Eletrotécnica estão considerando se considerarão o OOXML como padrão ou não.

*Jeremy Kirk é editor do IDG News Service, em Londres.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail