Home > Notícias

Apple integra dados de usuário do iTunes em músicas sem DRM

Nome da conta e endereço de e-mail dos clientes do iTunes, inseridos nas novas faixas musicais sem DRM, são privados

Por Gregg Keizer, para o IDG Now!*

01/06/2007 às 15h21

Foto:

Nome da conta e endereço de e-mail dos clientes do iTunes, inseridos nas novas faixas musicais sem DRM, são privados

A Apple integra dados pessoais de usuários da sua loja iTunes, como nome da conta bancária e endereço de e-mail, nas novas faixas vendidas sem proteção anticópias, informou um pesquisador de segurança nesta quinta-feira (31/05).

Os dados adicionados aos arquivos pela loja online podem ser visualizados depois que a canção é executada no MAC OS X, declarou “mordaxus”, um dos colaboradores regulares do blog de segurança Emergent Chaos.

“A Apple não é a única a colocar marca d’água nos arquivos”, escreveu "mordaxus", afirmando que a loja eMusic faz algo similar.

Todos os arquivos comprados pelo iTunes, e não apenas as novas músicas sem DRM, incluem o nome da conta do comprador e seu e-mail associados.

Mas a inclusão dos dados em músicas sem tecnologia DRM é algo preocupante, pois algumas pessoas podem querer compartilhar as músicas compradas em uma rede peer-to-peer (P2P).

“Se você oferecer arquivos musicais em uma rede P2P, não se torne paranóico. Eles irão encontrá-lo. E seria idiotice pegar músicas que foram compradas de qualquer serviço e simplesmente disponibilizá-las”, declarou ele.

No blog não-oficial da Apple, há um passo-a-passo sobre como os usuários do Mac OS X podem utilizar o Terminal para acessar os dados integrados em uma canção comprada no iTunes Plus.

A Apple não explicou por que as faixas o iTunes, com ou sem DRM, possuem dados dos compradores.

*Gregg Keizer é editor do Computerworld em Framingham

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail