Home > Notícias

Ataques a comunicadores instantâneos crescem 73% até maio

Empresa contabiliza 170 pragas que atacam softwares de comunicação instantânea, aumento de 73% comparado aos cinco primeiros meses de 2006

Por Matthew Broersma, para o IDG Now!*

01/06/2007 às 13h23

Foto:

Empresa contabiliza 170 pragas que atacam softwares de comunicação instantânea, aumento de 73% comparado aos cinco primeiros meses de 2006

A fabricante de segurança Akonix Systems contabilizou 170 pragas que atacam comunicadores instantâneos nos cinco primeiro meses do mês, aumento de 73% em comparação com o ano anterior.

Os dados mostram uma explosão nos ataques baseados em comunicadores, de acordo com Akonix, com 20 ameaças detectadas apenas em maio, o que coloca a média do ano até agora de mais de um malware por dia.

A nova ameaça mais comum é o Culler, seguida pelo MSNDiablo e Hakaglan, com uma variante cada, afirmou a consultoria, que também contou 11 novas ameaças circulando em redes P2P no mês.

Os ataques confiam em engenharia social para espalhar códigos maliciosos, normalmente enviando links que parecem vir de contatos do software.

Pela natureza informal do comunicador instantâneo, tais ataques podem ter mais sucesso do que em uma mensagem eletrônica, onde usuários têm mais cuidado.

A companhia afirmou que crackers estão começando a se focar em comunicadores para tentar driblar os sistemas de segurança integrados em cerca de 75% das caixas de e-mail corporativas.

A Akonix estima que apenas entre 15% e 20% das empresas costumam ter soluções corporativas de segurança para comunicadores.

Analistas da indústria vêm alertando repetidamente dos perigos de se deixar um comunicador independente no ambiente corporativo, mas softwares do tipo ainda enfrentam dificuldade de se popularizar nas empresas.

Outra tendência crescente é o uso de textos que não estão em inglês nos ataques. O ataque que mais se infestou em maio, o Culler, promete um vídeo do presidente norte-americano George Bush em espanhol.

*Matthew Broersma é repórter do TechWorld, em Londres

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail