Home > Notícias

Google vai à Justiça contra sistema de buscas do Windows Vista

Companhia confirma ter protocolado queixa com o sistema pré-instalado no desktop, que violaria o acordo da Microsoft com o governo

Por Gregg Keizer, para o Computerworld*

11/06/2007 às 14h19

Foto:

Companhia confirma ter protocolado queixa com o sistema pré-instalado no desktop, que violaria o acordo da Microsoft com o governo

O Google decidiu ir aos órgãos antitruste americanos para alegar que a ferramenta de busca do Windows Vista desestimula os consumidores de usar outros sistemas de busca, segundo informações confirmadas pela companhia neste domingo.

Primeiras informações sobre o processo publicadas no site do The New York Times e no Seattle Post-Intelligencer Saturday revelaram que a reclamação do Google se baseia no sistema de busca do Vista que fica dentro do desktop, apelidado de Instant Search.

De acordo com os dois jornais, o Google acusa a Microsoft de desenvolver o Vista de forma que ele desencoraje usuários de rodar seu próprio software de busca indexada.

No domingo, um porta-voz do Google, Ricardo Reyes, confirmou o processo. "O atual sistema de busca do Vista em desktops viola o acordo da companhia com o governo e prejudica os consumidores", disse ele, por e-mail, ao Computerworld.

"As caixas de busca construídas através do Vista são fortemente ligadas ao próprio desktop, sem opções para que os consumidores escolham um outro sistema. Da mesma forma, o Vista torna impraticável  mudar o sistema de busca da Microsoft", adicionou.

De acordo com comentários nos fórums de suporte da Microsoft, a única forma de desabilitar o sistema de busca do Vista é interromper o Windows Search Service no console Microsoft Management.

A Microsoft contestou a acusação da rival. "Temos trabalhado com o Estado e com os órgãos antitruste nos últimos dois anos para garantir que não existam problemas com nenhuma das características do Windows Vista", disse o porta-voz da companhia Jack Evans.

"O sistema de busca no desktop foi revisado com os reguladores antes do lançamento do Vista e o processo resultou em mais de uma dúzia de mudanças", afirmou.

Mesmo assim, o porta-voz informou que a companhia considera fazer novas mudanças no Vista. "Apesar de não acreditarmos que existam problemas com o sistema de busca no desktop, estamos comprometidos a ir além para resolver essa questão", disse ele.

O Google já havia levantado preocupações com o sistema de busca do Internet Explorer 7.0 da Microsoft junto aos órgãos oficiais. Em maio do ano passado, no entanto, as entidades antitruste negaram a queixa da companhia, dizendo que os usuários do IE 7.0 poderiam facilmente trocar o fornecedor do sistema de busca  e que os fabricantes poderiam, inclusive, alterar o sistema padrão antes de enviar as máquinas ao varejo.

*Gregg Keizer é editor da Computerworld, em Framingham.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail