Home > Notícias

Nanotubos de carbono revolucionam resfriamento de computadores

Tecnologia é utilizada em novo produto, que contém um cooler líquido para eliminar calor com mais eficiência que coolers de ar

Por Chris Mellor, para o IDG Now!*

12/06/2007 às 14h15

Foto:

Tecnologia é utilizada em novo produto, que contém um cooler líquido para eliminar calor com mais eficiência que coolers de ar

O fornecedor de coolers para computadores OCZ anunciou nesta terça-feira (12/05) seus planos de utilizar a tecnologia de nanotubos de carbono em seu produto de dissipação de calor, o HydroJet.

O Hydrojet contém um cooler líquido que resfria um chip CPU com mais eficiência do que coolers de ar. O calor do chip é recolhido pela água, que transita por uma base de contato de nanotubo de carbono que leva o calor da água e atua como um dissipador de calor. Este processo de dois estágios tira mais calor de um chip CPU quente do que o resfriamento por ar.

Nanotubos de carbono são uma forma de carbono, graphene, conhecida como alotropia, que é feita em folhas compactas, com um ou dois átomos de espessura, e que rolam em tubos parecidos a arames, que tem o diâmetro de nanômetros.

Este material tem características de condução termal mais eficientes que o cobre, material tradicional utilizado em dissipadores de calor. Ele elimina mais calor de um objeto na mesma temperatura de um ambiente.

O material do nanotubo curiosamente apenas conduz calor em uma direção, junto ao eixo do tubo, diferente do cobre. Esta questão não faz diferença no caso do resfriamento do CPU.

O HydroJet foi desenvolvido para tornar possível que os usuários consigam resfriamento líquido para chips CPU de alta capacidade.

O OCZ conquistou a tecnologia através da aquisição da PC Power & Cooling em maio deste ano. Ainda não foram divulgados preços e disponibilidade do produto.

*Chris Mellor é editor da Techworld em Londres

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail