Home > Notícias

Vírus para dispositivos móveis crescem mais de 1.200% em três anos

Em 2007, as pragas para celulares totalizaram 362 contra 27 em 2004, ano em que surgiu o primeiro vírus da modalidade

Por Redação do IDG Now!

15/06/2007 às 18h02

Foto:

Em 2007, as pragas para celulares totalizaram 362 contra 27 em 2004, ano em que surgiu o primeiro vírus da modalidade

A quantidade de pragas voltadas a dispositivos móveis cresceu 1.241% nos últimos três anos, segundo a F-Secure. Enquanto em 2004 o total de vírus era de apenas 27, este ano o número já alcançou 362 pragas.

Do total, 353 tipos são voltados a celulares com o sistema operacional Symbian, quatro a computadores de bolso, dois a palmtops e dois para dispositivos em J2ME.

Entre os meios de contaminação, o recurso bluetooth de transmissão de dados sem fio é o mais utilizado, com 70% do total. Os downloads respondem por 20% e mensagens multimídia (MMS), por 10%.

As novas tecnologias exigem mais atenção dos usuários. A F-Secure indica, por exemplo, que o usuário de celular mantenha a função bluetooth sempre inativa.

O primeiro vírus de celular, Cabir, foi descoberto há três anos, no dia 15 de junho de 2004.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail