Home > Notícias

Jobs diz que demanda por iPhone pode ser superior aos estoques

CEO da Apple admite que podem faltar aparelhos na estréia, nesta sexta-feira (29/06), pois provisão de estoque foi feita meses atrás

Por Sumner Lemon, para o IDG Now!*

29/06/2007 às 11h30

Foto:

CEO da Apple admite que podem faltar aparelhos na estréia, nesta sexta-feira (29/06), pois provisão de estoque foi feita meses atrás

O número de iPhones fabricados pela Apple pode não ser suficiente para a demanda na estréia do aparelho nas lojas, marcada para esta sexta-feira (29/06), às 18h (horário dos Estados Unidos), disse o CEO Steve Jobs.

“Tivemos que fazer uma previsão de qual seria a demanda e quanto colocaríamos em estoque há muitos meses atrás. Construímos fábricas para produzir esses aparelhos e tudo mais. Fizemos a melhor previsão possível, mas não me surpreenderia se não fosse suficiente”, disse Jobs, em entrevista ao Wall Street Journal.

Potenciais compradores já formam filas na porta das lojas nos Estados Unidos. Uma explosão na demanda pode tornar os dispositivos difíceis de conseguir imediatamente, dependendo da demanda provisionada pela Apple e pela AT&T, que prestará serviço de telefonia ao iPhone.

Jobs também aproveitou a entrevista para rebater as críticas à falta de tecnologia 3G (de terceira geração) para transmissão de dados no aparelho, que conta apenas com suporte a EDGE (padrão de transmissão de dados menos rápido do GSM).

“Todos os Blackberry da AT&T recebem e-mail via rede EDGE. Acontece que o EDGE  é ótimo para e-mail, e funciona bem para mapas e uma série de outras coisas. Onde você quer maior velocidade de conexão é no navegador de Internet. É bom o suficiente, mas você gostaria que fosse mais rápido. É aí que juntar EDGE e Wi-Fi faz sentido, porque o Wi-Fi é mais rápido que qualquer rede 3G”, disse Jobs.

O iPhone é desenhado para mudar para redes Wi-Fi toda vez que as detecta. O aparelho está disponível em duas versões, uma de 4GB (gigabytes), que custa 499 dólares, e outra de 8GB, que sai por 599 dólares. Os planos custam a partir de 60 dólares ao mês.

*Sumner Lemon é editor do IDG News Service, em Cingapura.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail